A partir desta quinta-feira, Montes Claros terá mais um local de vacinação contra a Covid-19. A área do Ginásio Darcy Ribeiro, que fica na Praça de Esportes, no Centro da cidade, vai funcionar como um posto para imunizar pedestres. O modelo é chamado de “walk-thru” e visa atender aqueles moradores que não têm carro.

Desde o início da imunização, em janeiro deste ano, o município montou um drive-thru no estacionamento do Montes Claros Shopping. O espaço é voltado para atender pessoas que sequer precisam descer do carro. Para não deixar os pedestres fora de um esquema mais facilitado, foi montado o “walk-thru” no ginásio.

Segundo a prefeitura, o objetivo é ampliar a vacinação na cidade. Montes Claros está imunizando, desde ontem, idosos com 61 anos ou mais e já soma, até o momento, mais de 50 mil pessoas vacinadas.

O “walk-thru” no Ginásio Darcy Ribeiro vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Lá serão atendidos todos os públicos da vacinação contra a Covid-19, oferecendo primeira e segunda doses.

A vacinação também continua sendo realizada no drive-thru do Montes Claros Shopping, das 8h às 20h, apenas para pessoas em veículos motorizados, e nas 29 salas de vacinação do município até as 15h (com exceção das salas dos dois shoppings, que funcionam até as 21h).
 
FINS DE SEMANA
O Senado aprovou nesta terça-feira (27) um Projeto de Lei (PL) que obriga os postos de vacinação a funcionarem todos os dias da semana, inclusive em fins de semana e feriados, na ocorrência de epidemias e situações de calamidade na saúde pública, incluindo a atual pandemia da Covid-19. O projeto segue para análise da Câmara dos Deputados.

O projeto determina que a vacinação, nos casos descritos, ocorra todos os dias até que se atinjam as metas definidas pelos respectivos planos de ação para cada grupo, em cada fase de vacinação. 

A vacinação diária, segundo o projeto, poderá ser interrompida caso não haja vacina em estoque ou nos casos em que for necessária a reserva de segunda dose para aplicação subsequente nos grupos em que foram ministradas doses anteriormente.

A relatora do projeto no Senado, Maria do Carmo Alves (DEM-SE), viu a necessidade de incluir outra possibilidade para a não vacinação em fins de semana e feriados. Assim, a vacinação em feriados e fins de semana pode também não ocorrer caso haja inviabilidade técnica e justificada para tanto, fato que deverá ser avaliado pelo gestor local do Sistema Único de Saúde (SUS).

*Com Agência Brasil