O Norte de Minas vai iniciar uma nova fase de desenvolvimento econômico, com a implantação de um megadistrito rodoferroviário industrial em Montes Claros. A Confiança Incorporações, com atuação no mercado imobiliário, assinou um protocolo de intenções com o governo de Minas, na última segunda-feira. O acordo foi firmado com intermédio da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).

Com o investimento, o município contará com um empreendimento logístico imobiliário com terminal intermodal. Ou seja, com escoamento facilitado de mercadorias tanto por rodovias quanto por ferrovias. Uma iniciativa que vai ampliar significativamente o potencial de atração de empresas na região. 

“É com muita satisfação que anunciamos mais esse investimento no Norte de Minas. Nossa gestão está focada em diversificar a economia, fazer do Estado um lugar atraente para quem quer gerar empregos e transformar Minas Gerais, cada vez mais, em um grande hub logístico”, disse o governador Romeu Zema.
 
APORTES
Ao todo, a previsão é a de que o complexo receba aportes de R$ 750 milhões. O projeto tem início de implantação previsto para março de 2021 e as operações devem começar em novembro do mesmo ano. A expectativa é a de que sejam criados 900 empregos diretos.

“Estamos trabalhando, cada vez mais, em diferentes frentes de fomento ao desenvolvimento econômico do nosso Estado. O empreendedor já sabe que em Minas existe um governo sério e comprometido com quem gera emprego e renda. Estamos firmando protocolos e tirando projetos do papel. Minas Gerais é o melhor lugar para se investir”, destaca o secretário adjunto da Sede, Fernando Passalio.

De acordo com o presidente da Confiança, Jarbas Soares, o complexo possui 3.745 metros quadrados e terá capacidade para receber mais de cem empreendimentos, de diferentes áreas. Segundo ele, a primeira empresa já está em fase de instalação. Trata-se de uma usina fotovoltaica do grupo Fortleve, com previsão de ser inaugurada em fevereiro de 2021. 
 
AGILIDADE
Para Soares, a agilidade dos trâmites com o governo de Minas revela o empenho da administração pública estadual no sentido da atração de investimentos e consequente geração de emprego e renda. “Fomos surpreendidos com a agilidade dos trâmites. Nossas conversas iniciaram em junho deste ano e avançaram rapidamente, o que é um incentivo para nós. Creio que não haja no Brasil, atualmente, um Estado com uma dinâmica parecida. A melhoria do ambiente de negócios é perceptível”, avaliou. 

Entre os potenciais do empreendimento, Soares lembrou que Montes Claros é o segundo maior entroncamento rodoviário do Brasil, e destacou a possibilidade de escoamento de mercadorias para cidades de todo o país e para o mundo, pelo Porto de Vitória, no Espírito Santo. Além do acesso facilitado - no modal ferroviário -, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, vai conectar a divisa de Minas com a Bahia e já está com as obras em curso.

No segmento rodoviário, os destaques são os acessos do empreendimento a algumas das principais ligações nacionais como as BRs 135, 251 e 365. 

*Com Agência Minas