O mais recente boletim epidemiológico sobre a Covid-19 em Montes Claros, divulgado nesta terça-feira (18) pela Secretaria Municipal de Saúde, revela um aumento dos casos suspeitos em 843. Os 123.981 casos investigados até a segunda-feira (17) subiram para 124.824. 

Ainda assim, a secretária municipal de Saúde da cidade, Dulce Pimenta, afirma que, desde o fim de março, a média móvel de casos está em queda, da mesma forma que a média de óbitos pela doença.

“Março foi o pior momento da pandemia no município. Até o final do mês, tivemos taxa de ocupação acima de 100%, com pacientes aguardando vagas principalmente em UTIs. Hoje, estamos com taxa de ocupação de UTI abaixo de 50% e de leitos também”, informa ela.
 
HOSPITAL DE CAMPANHA
Dulce Pimenta afirma que, mesmo assim, o município mantém o hospital de campanha aberto, porque, diante desses indicadores, iniciou-se o retorno gradual das aulas presenciais.

Outra questão que ainda preocupa, segundo ela, é que Montes Claros já tem a comprovação da circulação das cepas P1 e P2 – sendo a P1 de maior relevância epidemiológica. 

“Por conta disso, ainda mantemos muitas medidas. Não estamos liberado nenhum evento, nada de festas, os bares só funcionam até 22h, não pode ter show, só quatro pessoas na mesa”, alerta a secretária.
 
VACINAÇÃO
Além de tudo isso, ela admite que a piora dos quadros da pandemia em outros municípios mineiros e em outros estados também preocupa. Dulce Pimenta pondera que a vacinação teve impacto direto na queda da internação e na mortalidade. Mas o percentual imunizado ainda é muito baixo para que o município libere tudo.
 
OUTROS DADOS
O número de pessoas hospitalizadas na cidade pela doença também subiu, de 166 para 170. Desses pacientes, 118 são moradores de Montes Claros e 52 vêm de outras localidades.

A quantidade de óbitos registrada na cidade em decorrência do novo coronavírus também avançou, de 797 para 799 pessoas. A quantidade de diagnósticos de Covid-19 confirmados passou, no mesmo período, de 33.373 para 33.533.

Em um dia, 7 mil registros
Mais 7.133 casos do novo coronavírus foram registrados em Minas nas últimas 24 horas, conforme dados do boletim epide-miológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), desta terça-feira (18). Desde o início da pandemia, em março do ano passado, a Covid-19 já contaminou 1,4 milhão de pessoas. 

O levantamento publicado na manhã de terça também atualizou o número de óbitos. Em um dia, mais 60 mortes foram confirmadas. Ao todo, 37.617 mineiros perderam a vida após contrair o vírus. A taxa de letalidade está em 2,6%.

Já os recuperados da enfermidade somam 1,3 milhão de pessoas. Outros 76.117 pacientes ainda estão em observação, internados ou em isolamento social.

IMUNIZAÇÃO
Até a manhã desta terça, 4,2 milhões de mineiros já haviam recebido a primeira dose da vacina contra a doença em todo o Estado. Deste grupo, mais de 2 milhões tomaram a segunda aplicação e foram imunizados por completo, de acordo com dados do Vacinômetro, painel da SES que monitora a campanha de vacinação.

Para todo o território mineiro, o Ministério da Saúde já disponibilizou 8,7 milhões de doses do imunizante, sendo 8,2 milhões distribuídas aos municípios.
 
CRIANÇAS E ADOLESCENTES
Dez crianças e adolescentes estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva de Minas com a forma grave da Covid-19, conforme informações do Painel de Monitoramento de Casos da SES nesta terça-feira (18). O dado começou a ser disponibilizado pelo órgão nesta segunda (17). (Marina Proton* | Colaborou Luiz Augusto Barros)