Durante todo este mês, os quatro maiores hospitais do Norte de Minas se unem para promover a campanha “Junho Vermelho”, que conscientiza acerca da importância da doação de sangue. Além do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira, participam o Aroldo Tourinho, a Santa Casa e o Hospital Universitário Clemente de Faria (HU). A meta é 100 doadores por hospital, nos quatro dias de mobilização. 

Em prol do Hemominas, a mobilização será intensificada a partir da segunda semana, pois em 14 de junho é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, data estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com o objetivo de promover ações de incentivo à doação de sangue em todo o mundo. 

A dinâmica da campanha começa em 10 de junho, com a Santa Casa. No dia seguinte, a ação é do HU. O Aroldo Tourinho ficou com o dia 12. O mutirão do Hospital das Clínicas será no dia 13 de junho. Para isso, a instituição está mobilizando as Atléticas Universitárias das Faculdades Funorte em prol da causa. 

Segundo a Fundação Hemominas, atualmente, o Hemocentro de Montes Claros atende 38 unidades hospitalares, em 26 municípios do Norte de Minas, e a demanda mensal é em torno de 1.500 bolsas de sangue.

A instituição frisa, ainda, que junho é um dos meses que o hemocentro tem maior dificuldade em alcançar a meta de doadores, devido ao clima mais frio, que provoca uma série de problemas de saúde, impossibilitando as pessoas de doarem, e também por causa do período de férias, em que há alta rotatividade da população na cidade. 

Dessa forma, o papel dos hospitais será de intermediar e captar doadores ao longo da campanha.