Trechos de pelo menos três vias movimentadas do centro de Montes Claros ficaram sem energia elétrica na manhã e tarde de ontem. Comerciantes das ruas Dr. Veloso, Dom Pedro II e Camilo Prates afirmaram ter sido pegos de surpresa com a suspensão do fornecimento ao chegar às 6h30 para trabalhar e perceber que de nada adiantava mudar a posição dos interruptores de luz nos imóveis.

A consultora Claudinéia Mendes conta que não foi possível utilizar o sistema da loja e que, por isso, perdeu vendas.

“Fomos surpreendidos desde quando chegamos pela manhã. Não conseguimos abrir a loja, fazer vendas, trocas de mercadorias e queria saber quem vai nos ressarcir esse prejuízo”, reclamou a empresária.

A vendedora Bruna Maria questionou a demora em resolver o problema, que se estendeu por 8 horas.

“Geralmente, segunda-feira é um dia mais calmo, em que alguns clientes nos procuram e, pela falta de luz, ficou difícil fazer provas das peças. Conseguimos realizar apenas alguns atendimentos, mas não conseguimos dar o melhor para os nossos clientes”, lamentou a vendedora.

Jéssica Oliveira, colaboradora em uma lanchonete, afirma que não conseguiu preparar os alimentos para os clientes e que a empresa perdeu um dia de trabalho.

“Deixamos de fazer sucos, salgados e nossos refrigerantes esquentaram. Acabamos perdendo vendas. Além da lanchonete temos o estacionamento, que não conseguiu emitir o cupom e tudo foi feito a mão”, conta.

Em nota, a Cemig, empresa responsável pela geração e abastecimento de energia, informou que a interrupção aconteceu por um defeito no transformador da rede subterrânea que atende parte do centro e que os trabalhos para resolver o problema começaram às 5h48 da manhã. Ainda segundo a Cemig, a situação foi normalizada às 15h06. A empresa informou também que a manutenção foi realizada apenas na rua Camilo Prates das 10h às 16h.