Final de ano é momento de reflexão, em que as pessoas pensam no que fizeram e no que poderiam ter feito. E, para o ano seguinte, sonham, planejam e enchem o coração de expectativas. A reportagem de O NORTE ouviu pessoas de diferentes cidades do Norte de Minas e a maioria delas espera melhora na economia do país. 


“2019 foi um ano de sobrevivência, tivemos muitos prejuízos, e espero lucrar no ano que se inicia. As vendas precisam melhorar, principalmente, no meu segmento, em que os produtos não são caros. Então, tenho que vender em grande quantidade para conseguir manter a família” 
Eliane Gonçalves dos Santos (foto acima), 40 anos, Artesã da cidade de Pedras de Maria da Cruz 

“Espero que em 2020 a sociedade olhe todos de forma igual, sem preconceito ou distinção, pois todos somos humanos, somos iguais. Quero uma sociedade em que não haja exclusão. Meus pais me ensinaram a pensar no coletivo e passo isso para meus filhos: sempre pensar no próximo”
Fernanda Alves,  Técnica de enfermagem, Montes Claros

“2019 foi um ano muito bom para mim. Espero que neste ano que se inicia o salário mínimo seja valorizado, para melhorar nossa qualidade de vida. A minha principal meta para 2020 é crescer profissionalmente dentro da empresa que trabalho. Tenho 19 anos e já estou no meu quinto emprego” 
Lucas Natanael, 19 anos,  Frentista, Lontra 

“Espero que a safra do pequi seja melhor do que em 2019, pois sobrevivemos dele. Nos períodos fora da safra, trabalho como ajudante de pedreiro, então, quero que o setor da construção civil dê uma melhorada, pois este ano foi bem fraco. Fiquei muito tempo desempregado” 
Marcos Vinícius Pereira Guimaraes, 22 anos,  Japonvar

“Quero melhoria na educação e na saúde. Tenho sete filhos e a maioria está desempregada. Espero que em 2020 eles consigam se estabilizar em algum trabalho e assim ajudar em casa. Tudo está difícil, ainda bem que este ano está acabando, assim, poderemos ‘respirar’ em 2020 com mais esperança”
Maria Inês Cardoso, gari, Montes Claros

 

O QUE ESPERAR DE 2020?
Em busca de alguns sinais do que pode vir a ser este 2020, O NORTE ouviu o astrólogo Robson Andrade (foto), que fez a previsão para o ano que se inicia. De acordo com ele, o mapa astral de 2020 mostra que será um ano quente e abafado, com ventos agitados, podendo ocorrer alguns vendavais. Isso, devido à união dos planetas Júpiter, Mercúrio, Saturno e Plutão no signo de Capricórnio, auxiliado por Netuno e pela Lua, ambos no signo de Capricórnio.

“No aniversário de nossa cidade (6 de julho), o mapa astral mostra muito vendaval. Chegando ao mês de agosto, haverá uma inquietação noturna das pessoas, devido ao calor escaldante. As chuvas serão fortes e rápidas. Será um bom ano para o trabalhador de nossa região e a política, como sempre, vai pegar fogo”, destaca o astrólogo, que ainda prevê que os abalos sísmicos, ou tremores de terra, voltarão a alarmar a população, com perdas e danos em alguns imóveis. 

“Espero que Deus dê vida, saúde e felicidade. As coisas estão ficando devagar, a velha ficando tão velha que não aguenta nem caminhar, então, se tudo não der certo em 2020, vai ficar mais difícil ainda acertar (gargalhada). Na idade em que estou, penso que o melhor presente, a melhor promessa para todas as nações indígenas, seria a paz. Paz porque conheço cada palmo desse chão e o futuro para cada um de nós nunca foi tão incerto. Mas Deus, lá em cima, vai estender seu manto protetor sobre as 34 aldeias e nós teremos muito o que celebrar. Aqui, somos um pelo outro, de modo que o riso seja solto, de canto a canto”
Índia Dalva Castilho Nascimento, 78 anos, São João das Missões, Povo Xakriabá