Montes Claros registrou queda na criminalidade durante a Semana Santa deste ano. Em comparação com o mesmo período do ano passado, quando ocorreram quatro homicídios, o número teve redução de 100%. Já com relação a crimes violentos, a retração foi de 60% – caindo de 20, em 2020, para oito neste ano.

O balanço das operações realizadas pelas Polícias Civil e Militar foi divulgado ontem. De acordo com o major Edson Luis, chefe da sessão de comunicação organizacional da 11º RPM, a diminuição foi significativa e, para ele, a participação da população é fundamental nesse processo.

“Sempre que vamos falar em atuação preventiva, que em grande parte faz reduzir a quantidade de crimes, é exatamente a postura do cidadão. Não é só a atuação da Polícia Militar, através das operações e ações, que vai ser responsável por esse resultado positivo. A atuação da comunidade como um todo é muito importante, desde o cuidado e autoproteção e também através de denúncias”, explica.
 
MAIS OPERAÇÕES
Durante o feriado prolongado, houve uma redução de 24% nas ocorrências de furtos – caíram de 102 na Semana Santa de 2020 para 78 neste ano. Os resultados também podem ser consequência do maior número de operações feitas pela Polícia Militar: foram 477 operações, 54 a mais que no ano passado.

As prisões e apreensões somaram 225 neste ano, o que representa um aumento de 22% em relação às 185 ocorrências do ano anterior.

Para o major Edson Luis, o fato de as pessoas terem ficado mais em casa em decorrência das restrições da “Onda Roxa” em todo o Estado também contribuiu para a redução da criminalidade.

“Estando em casa, a residência não fica disponível para que haja algum arrombamento. A não realização de festas, com grande aglomeração de pessoas, evita discussões e bebedeiras que podem partir para uma agressão ou até mesmo tentativa de homicídio e homicídio consumado”, afirma o major.

A operação Semana Santa contou com todo o efetivo da PM, segundo o major Edson, inclusive os militares da área administrativa e mais 83 militares que estão no curso de formação de soldados, já em condição de atuar nas ruas acompanhados de militares mais experientes.