Alexsandro Mesquita


Correspondente


 


GLAUCILÂNDIA - Começou o período que mais amedronta pais e deixam motoqueiros preocupados. É o tempo de ventos fortes. Nesta fase do ano é despertada na criançada o interesse em soltar pipas. É aí que mora o perigo... As crianças, às vezes, não têm o cuidado de prestar atenção onde estão brincando e correm risco de morte com fiações elétricas, além de usarem cerol nas linhas das pipas e colocarem a vida de outras pessoas em perigo.



Na última quinta-feira, 07, o sargento do destacamento policial desta cidade, Humberto dos Santos, preocupado em relação a isso, procurou uma das integrantes do Conselho tutelar localizado no município, Maria Aparecida Caldeira, para pedir que ficassem atentas nesse sentido.



Há pouco tempo o menor R.S.M., 13 anos, levou um pequeno corte na mão, justamente soltando pipa com cerol na linha. Ele disse que já há algum tempo que não mexe mais com isso. Segundo o sargento, com ele estavam outras sete crianças.



Para Maria Aparecida, o que está acontecendo é que as crianças não têm noção do perigo, e os ventos são um convite para essa brincadeira.



- O alerta deve ser feito aos pais, para que prestem atenção nos filhos e para que não ocorra uma conseqüência maior do que essa do corte na mão. Estamos tomando providências, principalmente, no que diz respeito ao alerta à comunidade glaucilandense em relação a esta época -  diz.



O Conselho tutelar diz que vai intensificar os trabalhos durante os próximos meses para prevenir quaisquer acidentes.