Os mirabelenses ficaram assustados com um forte tremor de terra sentido no município do Norte de Minas no começo da noite de quarta-feira. Segundo o Observatório Sismoló-gico da Universidade de Brasília (Obis), foi o primeiro tremor de terra registrado na cidade. A magnitude foi de 2,2 na Escala Richter, também conhecida como escala de magnitude local. 

Com a chegada do calor intenso ao Norte de Minas, os tremores de terra são esperados, devido às fortes ondas que atingem as placas tectônicas. Além de Montes Claros, que ficou conhecida popularmente pelo nome de “terremoc”, por causa dos vários abalos sísmicos registrados na cidade, os tremores já foram registrados nos municípios de Itacarambi, Bonito de Minas, Januária e São Francisco. 
 
CAUSAS 
“Os tremores naturais em nossa região são quebras de rochas no interior da terra, ocasionadas por movimentos de compressão da crosta, em falhas preexistentes ou não. Em alguns casos mais raros, podem ser acomodação de terrenos em ambientes cársticos. É necessário um estudo mais específico para se ter maior certeza”, explica Maykon Fredson Freitas, analista de sismograma no Núcleo de Estudos em Sismologia da Unimontes. 

O Obis confirmou e divulgou ontem que o tremor em Mirabela ocorreu às 18h07, com magnitude de 2,2 na Escala Richter – considerada média, ou seja, além de as pessoas sentirem o chão tremer, é possível que apareçam rachaduras em paredes e haja danificação em pisos. 

“Deu um estouro e, depois, a terra tremeu. Não me assustei, porque estava em pé e mexendo nas coisas na cozinha. Mas meus pais se assustaram. Não foi só aqui (bairro São João), os moradores do bairro São Geraldo também sentiram”, conta a estudante Suzana Silva.

Segundo a Prefeitura de Mirabela, não houve registros de estragos nem de vítimas e não foi necessário acionar a Defesa Civil.