A Reforma da Previdência mineira, aprovada no início do mês pela Assembleia Legislativa, além de alterar o tempo de aposentadoria dos servidores, vai mexer no bolso dos funcionários públicos estaduais.

Com o aumento da alíquota que deverá ser abatida do contracheque, alguns servidores terão um desconto maior no salário. Antes, a contribuição para todas as categorias era de 11%. Agora, esse percentual poderá chegar a 16%, dependendo da faixa salarial.

Mas, você que é servidor público, sabe qual será o real desconto na sua remuneração? Se a resposta for negativa, aqui vai uma dica. A Assembleia criou uma calculadora digital que faz a simulação.

Para isso, basta acessar o site almg.gov.br/reforma-previdencia/calculadora/index.html e preencher algumas informações. 

“A calculadora também traz a simulação para aquele servidor que tem seus proventos submetidos ao teto do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), ou seja, para quem ingressou no serviço público mineiro depois de 12 de fevereiro de 2015”, explicou a ALMG.

A ferramenta está programada para fazer o cálculo de acordo com as alíquotas previstas no projeto aprovado pelo Plenário. “Dessa forma, poderá ocorrer alguma mudança se, por exemplo, o governador vetar trecho da proposta”, destacou a Assembleia.

Veja como será a progressão:
até R$ 1.500 - 11%
de R$ 1.500,01 a R$ 2.500 - 12%
de R$ 2.500,01 a R$ 3.500 - 13%
de R$ 3.500,01 a R$ 4.500 - 14%
de R$ 4.500,01 a R$ 5.500 - 15%
de R$ 5.500,01 a R$ 6.101,06 - 15,5%
e acima de R$ 6.101,06 - 16%