Paulo Brandão


Correspondente



BOCAIÚVA  - Cerca de 400 estudantes das escolas estadual Américo Caldeira Brant e municipal Dinah Silva de Azevedo Caldeira, com idades entre 10 e 11 anos, concluíram terça-feira, 09, mais uma etapa do Proerd - Programa educacional de resistência às drogas e à violência. A solenidade de formatura aconteceu às 9 horas, no Centro Cultural Henfil - Henrique de Souza Filho. Estiveram presentes a comunidade escolar, pais, comerciantes e a banda de música do 10º Batalhão da polícia militar de Montes Claros.



Para compor a mesa foram convidados: o comandante do 6° Pelotão da polícia militar de Boc, tenente Edson Luís Gonçalves Pinheiro; a delegada de polícia civil Dolores de Oliveira Santos; representante da secretaria municipal de Educação, Maria Aparecida Ribeiro; representante da Rima industrial, Karine Cristina Duarte; a presidente do Consep de Boc, Ivone Maria Rogério Brandão; um dos parceiros do Proerd e proprietário da fábrica de doces Jabolac, Milton Cardoso; representante das diretores das escolas, Maria do Socorro Rogério Brandão, e o representante do executivo municipal, Eduardo Oliveira Vieira. 



O QUE É



O Proerd foi criado no ano de 1983 em Los Angeles (EUA), no intuito de prevenir o uso de drogas na fase da infância e adolescência e ensinar às crianças como viver com a droga sem experimentá-la. Mais tarde, o programa se espalhou por todo o mundo e hoje está presente em mais de 58 países. Em 1992, o programa chegou ao Brasil, e primordialmente, atendeu às capitais mais afligidas pelo alto índice de criminalidade e tráfico de drogas. 



Ao considerar que a educação preventiva é o caminho mais seguro para a formação do ser humano, a polícia militar se uniu às escolas para, juntas, promoverem o crescimento pessoal da criança e do adolescente. O programa tem o objetivo de debater, discutir e informar aos participantes conhecimento sobre as drogas e os males causados pelo seu uso, preparando-os para resistirem quando ameaçados por ela.



AS LIÇÕES



O Proerd é dividido em 17 lições, sendo que, hoje, a nova metodologia do programa é desenvolvida em 10 lições, com o mesmo conteúdo, apoiado numa cartilha distribuída gratuitamente aos alunos. A linguagem é clara, objetiva e de fácil entendimento em didática especial. Temas como: o desenvolvimento da auto-estima da criança, o resgate dos valores familiares e como manter um certo padrão disciplinar dentro da sala de aula e zelar pelo respeito à sociedade. 



Em todo o mundo, o projeto é desenvolvido exclusivamente pela polícia militar. Ficou comprovado que a excelência dele se dá pela presença do policial fardado, que visita as escolas onde é desenvolvido uma vez por semana.



EM BOCAIÚVA



O Proerd foi instalado neste município graças ao empenho do soldado PM Mauro Sérgio de Morais que, no ano de 2002, fez o curso de instrutor e posteriormente o ministrou em Montes Claros. Ao todo, cinco turmas foram formadas em Boc, totalizando uma média de 2.000 crianças atendidas pelo programa. Outro responsável pelo sucesso do Proerd em Boc é o cabo Santiago. Ele é o instrutor no distrito de Engenheiro Dolabela e na mesma terça-feira, 09, formou outra turma naquela comunidade.



FORMATURA



As dependências do Centro Cultural ficaram tomadas pelos pais e familiares dos alunos concluintes do curso. De maneira simbólica, três deles entraram com as bandeiras do município de Boc, estado de Minas Gerais e a do Brasil. Foi realizado hasteamento e execução do hino nacional pela banda do 10 º BPM.



Os alunos Jefersson Rodrigo e Nathália Ribeiro Fonseca fizeram o juramento do Proerd, que se resumiram nas palavras de se manterem longe das drogas e da violência. Em seguida todos receberam o certificado de conclusão do curso.



De acordo com o soldado Mauro Sérgio de Morais, o sucesso do desenvolvimento do Proerd no município se deve ao empenho da comunidade escolar e dos parceiros do programa.



- Ficamos engrandecidos com mais um turma sendo formada em Bocaiúva e Engenheiro Dolabela. Isto é prova de que nossas crianças estão dando um não ao mundo das drogas - conclui o instrutor.