Durante o período que antecede o Carnaval, a polícia já intensifica as operações de fiscalização nas estradas. Em uma das blitze realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram aprendidos 800 quilos de maconha. A droga era transportada em um caminhão de carga que tinha o fundo falso. Segundo o motorista, a mercadoria seria levada para Guanambi (BA). 

Essa é a primeira grande apreensão de drogas na região neste ano. Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), mostram que o número de apreensões de entorpecentes em Montes Claros cresceu 57% nos últimos seis anos. Em 2013 foram 1.083 ocorrências. 

Em 2018 (último levantamento), 1.704. Ao todo, neste período, foram 8.853 flagrantes relacionados a maconha, crack, cocaína, ecstasy e LSD na cidade. 

Os 800 quilos de maconha foram encontrados no fundo de um caminhão de carga, na BR-251. Segundo a PRF, um carro modelo HB20 passou em frente ao posto da polícia em velocidade abruptamente reduzida, e o condutor passou a observar o movimento dos policiais, o que levantou suspeita. 

Os policiais seguiram o veículo e perceberam que o mesmo estava retornando para encontrar com o motorista do caminhão. 

O policial federal Silvimar Gonçalves explica que, durante a abordagem, o caminhoneiro estava “tenso, nervoso, mãos trêmulas e não respondia com exatidão sobre a origem e destino da viagem”. 

O condutor do automóvel não soube responder por que fez o retorno na rodovia, e também apresentava nervosismo. 
“A equipe procedeu à fiscalização minuciosa no caminhão e percebeu que havia um fundo falso na carroceria, com uma chapa metálica na parte de baixo, entre as longarinas do chassi”, pontua Gonçalves. 

Os envolvidos confessaram que receberiam R$ 6 mil pelo transporte e entrega da droga na cidade de Guanambi/BA. A droga foi aprendida e os homens responderão por tráfico de drogas em território federal. 
 
ASSALTES DO MIRANTE
A Polícia Militar prendeu os dois suspeitos de amedrontar os moradores do bairro Ibituruna, na região dos Mirantes. 

Os homens seriam os autores de diversos roubos em residências e também assaltos a pessoas que passavam pelas ruas. 
O que mais gerava pânico na região, durante as ocorrências, é que a dupla amarrava as vítimas, enquanto fazia os roubos. Os suspeitos foram presos na própria residência, na Vila Mauricéia, a poucos metros do bairro onde eram cometidos os crimes. 
De acordo a PM, os suspeitos tinham outro comparsa, que conseguiu fugir por um matagal. 

Com eles foram encontrados uma réplica de pistola, uma balança, facão, R$ 126 em dinheiro. Além disso, a PM recuperou os objetos roubados das vítimas: oito telefones celulares, três relógios e quatro anéis de ouro. 

Dados da Secretaria de Estado 
de Justiça e Segurança 
Pública (Sejusp), mostram 
que o número de apreensões 
de entorpecentes em Montes 
Claros cresceu 57% nos 
últimos seis anos