Prefeitos do Norte de Minas contam os dias para começar a receber a vacina contra a Covid, após a declaração do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o início da imunização no Brasil na próxima quarta-feira. Em Minas, o Governo do Estado afirmou estar preparado para aplicar as primeiras doses na data informada pelo ministro. Hoje, o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, participa de um encontro organizado pela Frente Nacional de Prefeitos para tratar do assunto. 

Empossado hoje presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), o prefeito de Padre Carvalho, Nílson Bispo, disse estar confiante na atuação do Ministério da Saúde. 

“Os gestores estão aguardando orientações e muitos estão sem saber como fazer, porque é algo ainda obscuro. Estamos estabelecendo contato, buscando as informações e vamos definir uma agenda com os prefeitos com a máxima urgência para tratar especificamente deste assunto”, diz Nílson. 

Em Padre Carvalho, que tem aproximadamente 7 mil habitantes, houve três mortes em razão da doença. Na cidade, de 30% a 40% da população é idosa, grupo prioritário para vacinação. 

“Estamos preocupados com os insumos, o que temos não é suficiente e estamos aguardando ansiosos as normativas do governo em relação à situação. Seguiremos as orientações e prioridades determinadas. Temos que confiar”, disse o prefeito.

O Governo de Minas informou ontem que desde setembro do ano passado a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) executa o Plano de Contingenciamento para Vacinação Contra a Covid-19, já tendo adquirido 50 milhões de seringas agulhadas. Deste total, 21 milhões chegaram aos almoxarifados da SES-MG e 7 milhões estão a caminho ou foram entregues a 21 das 28 Regionais de Saúde do Estado (URS). As URS já estão distribuindo os insumos para os 853 municípios mineiros, para que todos estejam preparados para quando a vacina chegar.

Para Julvan Lacerda, a logística em Minas está assegurada, mas o maior desafio é a entrega das vacinas pelo governo federal. 

Mirabela já tem plano
Em Mirabela, o prefeito Luciano Rabello iniciou o planejamento para a chegada da vacina antes mesmo da divulgação da data pelo ministro da Saúde. 

De acordo com a secretária de Saúde Luciene Matos, a equipe da atenção primária já iniciou a triagem com base nos dados que possui e foi a Montes Claros buscar a câmara fria para abrigar as vacinas.

“A nossa equipe de saúde já está elaborando o planejamento e irá apresentá-lo ao comitê de Enfrentamento Covid para deliberação. Trabalho eficiente que a equipe vem realizando no município. Prova disso é a queda no número de casos positivos, internações e notificações. Numa leva de 100 exames foram testados positivo apenas três. Não mediremos esforços para realizar a vacinação em toda a população”, afirmou o prefeito Luciano. De a 3 a 12 de janeiro, foram 9 coletas de material para exame de Covid, sendo quatro exames com resultado positivo e um inclusivo.