Municípios do Norte de Minas vão receber R$ 3,4 milhões que deverão ser aplicados em ações de fortalecimento da vigilância das causas externas. O trabalho contemplará crimes relacionados a violência sexual, práticas de suicídio e acidentes de trânsito.

O recurso será repassado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) aos 86 municípios que integram a região. A liberação da verba está prevista na Resolução 7.732, publicada em 22 de setembro pela SES, levando em conta a Deliberação 3.543 aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite – (CIB-SUS-MG).

O plano de ação terá como foco o desenvolvimento de programas e projetos de intervenção que reduzam os acidentes de trânsito no âmbito municipal, além de mapear a rede de enfrentamento à violência, com estruturação do fluxo de atendimento a pessoas em situação de violência sexual, a partir de pactuações realizadas pelos municípios com outros órgãos governamentais, entidades parceiras, serviços de saúde, hospitais de referência e a sociedade civil.

FATORES GERADORES
A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques, destaca que o trabalho da SES junto com os municípios possibilitará aos gestores conhecer de maneira mais detalhada e regionalizada os fatores geradores de violência envolvendo os diferentes segmentos da sociedade, bem como as questões relacionadas aos acidentes de trânsito.

“Conhecer essas realidades possibilitará aos gestores direcionar ações para o combate das causas de violência, bem como incrementar o trabalho visando a redução dos acidentes de trânsito, por meio de ações que conscientizem a população como um todo”, avalia a superintendente.

A distribuição dos valores de incentivo financeiro segue três critérios: R$ 1,75 pelo número de habitantes de cada município, com valor mínimo de R$ 20 mil para cada localidade e teto máximo de R$ 2 milhões. Para a distribuição dos recursos, a SES utilizou a estimativa da população de 2019, adotada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Montes Claros irá receber R$ 716,3 mil.

Indyu capacita para atendimento a vítimas
O Colégio Indyu realiza nesta quarta-feira (29), em Montes Claros, um curso de capacitação técnica para atendimento às vítimas de violência na rede pública de saúde.

O objetivo é capacitar os futuros técnicos de enfermagem da escola a estarem aptos a oferecer um atendimento adequado e humanizado às vítimas de violência, promovendo um tratamento ético e respeitoso, buscando o acolhimento como estratégia primordial, como prevê o Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a idealizadora do evento, a professora Fabiana Carneiro, o curso vai ressaltar também a necessidade de proporcionar o conhecimento sobre a articulação das redes de apoio, para o fluxo adequado de encaminhamento às delegacias especializadas e demais setores que se fizerem necessários.

“Infelizmente, atos de violência contra mulheres, crianças, adolescentes e idosos são recorrentes no país. Promover essa qualificação para os alunos garantirá uma formação de profissionais capacitados no atendimento humanizado, um dos compromissos do Indyu”, explica a professora. 

O evento acontece das 19h às 21h, no auditório São Norberto (rua Cel. Joaquim Costa, 491, Centro). (Leonardo Queiroz)