A maior remessa de vacinas contra a Covid-19 chegou nesta segunda-feira ao Norte de Minas. A região ampliada de saúde, que inclui 86 municípios, recebeu 73.050 doses da CoronaVac e da AstraZeneca/Oxford. Com esse novo carregamento recorde, as cidades poderão ampliar a vacinação dos moradores de 65 a 69 anos e iniciar a proteção das forças de segurança.

Os novos imunizantes serão distribuídos aos municípios nesta terça-feira (6). De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes, além de ampliar a vacinação para idosos entre 65 e 69 anos, o carregamento irá permitir o início da imunização de profissionais das forças de segurança que atuam na linha de frente do combate à pandemia. 

Eles foram incluídos como prioridade no Programa Nacional de Imunizações (PNI). “De acordo com nota técnica publicada dia 31 de março, pelo Ministério da Saúde, ficou estabelecida a antecipação do envio de um quantitativo de doses de vacinas de maneira escalonada e proporcional, direcionado exclusivamente para a vacinação dos profissionais das forças de segurança, salvamento e das Forças Armadas”, explica a coordenadora.

No grupo prioritário das forças de segurança estão os trabalhadores envolvidos no atendimento e transporte de pacientes, resgates e atendimento pré-hospitalar.

Também devem ser imunizados os profissionais das forças de segurança que atuam em ações de vacinação contra a Covid-19; implementação de ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independentemente da categoria. Os demais profissionais que não se enquadram nas atividades de linha de frente deverão ser vacinados conforme andamento da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19.
 
CRITÉRIOS
Segundo a orientação do PNI, com a nova remessa entregue nesta segunda-feira, as doses da CoronaVac serão utilizadas para iniciar a imunização de 6% dos profissionais das forças de segurança, conforme determinado pelo Ministério da Saúde. 

Elas também serão utilizadas para aplicar a primeira dose em 1,26% da população entre 65 e 69 anos; a segunda dose em 7% dos trabalhadores da saúde; complemento da imunização de 87% da população entre 75 e 79 anos e de 80,4% da população entre 70 e 74 anos. Já os imunizantes da AstraZeneca serão aplicados como segunda dose para 10,2% dos trabalhadores da saúde.
 
VACINÔMETRO
Até a manhã desta segunda-feira, dados contabilizados pela SES-MG pela plataforma informatizada Vacinômetro revelam que aumentou para 108.073 as pessoas residentes na região ampliada de saúde do Norte de Minas que já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Outras 34.793 já receberam a segunda dose.

Os idosos acima de 70 anos representam o maior contingente populacional do Norte de Minas já imunizado com a primeira dose (70.549 pessoas). Outras 11.419 já completaram o esquema vacinal com o recebimento da segunda dose.