Pequenos produtores terão mais recursos para investir na próxima safra. As verbas para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) tiveram expansão de 58%. São R$ 5,1 bilhões que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai disponibilizar do Plano Safra 2021/2022. Os recursos estão disponíveis até 30 de junho de 2022. 

De acordo com o presidente do banco, Gustavo Montezano, é a primeira vez que a instituição destina ao Pronaf R$ 1 a cada R$ 4 disponibilizados no Plano Safra.

Na safra anterior, os pequenos agricultores receberam R$ 3,3 bilhões. No total, serão oferecidos no Plano Safra vigente R$ 20 bilhões ao setor agropecuário nacional, sendo R$ 17,1 bilhões em recursos subvencionados pela União e cerca de R$ 3 bilhões em linha própria do BNDES, para acesso por produtores rurais, empresas e cooperativas do setor.

O BNDES esclareceu que os recursos sujeitos à subvenção econômica serão aplicados por meio de dez programas, dos quais nove são destinados à agricultura empresarial, com total de R$ 11,9 bilhões, e taxas de juros entre 5,5% e 8,5% ao ano. 

Já o Pronaf terá taxas anuais entre 0,5% e 4,5%. Por meio do Programa BNDES Crédito Rural, que não conta com subvenção econômica e mantém recursos disponíveis durante todo o ano, os produtores deverão contar com cerca de R$ 3 bilhões em financiamento.
 
SEM LIMITE
Gustavo Montezano disse que “o desejo é atender mais produtores rurais, reduzindo cada vez mais o tíquete médio”. Na safra 2020/2021, o banco disponibilizou com recursos próprios R$ 3,6 bilhões.

“Para este ano, não enxergamos qualquer tipo de limitação orçamentária para recursos próprios do banco”, disse.

O crédito do BNDES é obtido por meio de uma rede de mais de 60 agentes financeiros credenciados, o que permite uma distribuição de recursos para todo o país, visando o atendimento de várias necessidades dos produtores, como aquisição de máquinas e equipamentos, projetos de investimento, custeio, investimentos em sustentabilidade, armazenagem, inovação e modernização de cooperativas.

No Plano Safra 2020/2021, o BNDES aprovou financiamentos no valor de R$ 19,8 bilhões para mais de 60 mil beneficiários, sendo R$ 17 bilhões para a agricultura empresarial e R$ 2,8 bilhões para a agricultura familiar.
*Com Agência Brasil

Criatividade premiada
Da Redação*
 
Produtores interessados em participar do 7º Prêmio Emater-MG de Criatividade Rural têm até a próxima sexta-feira (9) para se inscrever. O concurso vai escolher as melhores inovações tecnológicas de Minas Gerais que promovam aprimoramento em sistemas de produção, processamento e comercialização de produtos agropecuários. O regulamento está disponível no site www.emater.mg.gov.br.

“Temos objetivo de reconhecer e disseminar inovações que proporcionem ganhos econômicos, sociais e ambientais, e que possam impactar na vida do produtor no meio rural”, afirma o diretor técnico da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Feliciano Nogueira de Oliveira.

Podem participar produtores rurais de forma individual ou representados por associações e cooperativas. Todos os projetos inscritos precisam ter um responsável técnico da Emater-MG. Cada participante pode inscrever apenas um projeto, que precisa ter sido implementado a partir de 2016, com resultados efetivos.

O extensionista da Emater-MG será responsável por acessar a ficha de inscrição na Intranet da empresa, incluir informações sobre o produtor rural e sobre o projeto, além de fotos e vídeo. O julgamento será feito por uma comissão formada por profissionais da Emater-MG e de outras instituições públicas ou privadas, que possuem conhecimento nos diversos setores da atividade agropecuária.
*Com Agência Minas