Luís Ribeiro


Colaboração para O NORTE



Até 40 mil novos empregos no Norte de Minas - Luiz Ribeiro - O negócio entre a Votorantim e um grupo chinês para a exploração das jazidas de minério de ferro no Norte de Minas criou forte expectativa para acelerar as atividades da mineração na região. Conforme adiantou o Estado de Minas em dezembro, a Votorantim Novos Negócios (VNN) havia firmado um protocolo de intenções com a empresa chinesa Hondridge Holding. Esta semana, o grupo brasileiro está fechando, por US$ 430 milhões, a venda para os chineses do Projeto Salinas, que visa a exploração mineral no Norte do estado, até então conduzido pela Sul-Americana de Metais (SAM), que, tem 80% do capital controlado pela VNN.



A transação com a Hondridge foi confirmada, sexta-feira, pelo geólogo João CarlosCavalcanti, sócio da Sul-Americana de Metais (SAM), dono dos outros 20%. Ele disse que, com a entrada dos chineses, o projeto começará a ser implantado em 2011 e deverá entrar em operação entre 2012 e 2014, prevendo a produção de 25 milhões de toneladas por ano.



Segundo Cavalcanti, quando for implantado integralmente, o Projeto Salinas vai gerar cerca de 20 mil empregos em Minas. Mas a empresa vai investir US$ 3,5 bilhões em outros empreendimentos que serão agregados ao projeto, como a construção de uma ferrovia ou um mineroduto, ligando o Norte de Minas ao Porto de Ilhéus, na Bahia, onde será instalada uma unidade de produção de pelotas de ferro.



Com isso, poderão serão gerados cerca de 30 mil a 40 mil postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos. A SAM é detentora de 94 permissões de exploração de direitos minerário numa área que compreende cerca de 20 municípios mineiros. Somente nessas áreas, as reservas atingem cerca de 6,5 bilhões de toneladas de minério de ferro, disse Cavalcanti.



Ele confirmou que um grupo de executivos da VNN encontra-se na China, para selar o acordo com Honbridge Holdings Ltd., cujo escritório central fica em Hong Kong, embora a empresa seja sediada nas IlhasCayman.