Alexsandro Mesquita


Correspondente



GLAUCILÂNDIA - Desde a tarde de quinta-feira, 04, esta cidade deixou de ser a mesma. Artistas começaram a chegar de várias partes do Brasil para a maior festa já vista neste município. A festa, que busca valorizar a cultura popular, não só no município, mas em todo o Norte de Minas, tem como precursor Téo Azevedo, e conta com o apoio de artistas como o ator e cantador norte mineiro Jackson Antunes. Em entrevista a O Norte por telefone, o ator global confirmou presença na festa.



- Achei a iniciativa do prefeito Marcelo Brant belíssima. Deve ser seguida por outras pessoas, é a valorização da cultura local e da cultura popular. Téo Azevedo abraçou a causa da cultura popular, que é o maior patrimônio público que temos. Não dá pra ficar rico, a gente fica rico de outra forma, entretanto, faz com que a gente fique melhor - diz Jackson.



Waldeck de Garanhuns, Pernambuco, vem a Glaucilândia pela primeira vez, apesar dos vários convites feitos por Téo e concorda com Jackson sobre a arte.



Outra pessoa que apóia a cultura popular é Juliana Andrade. Ela veio de São Paulo e está pela primeira vez no Norte de Minas. A violinista diz que toca desde os 14 anos, tornando-se profissional há dez.



As apresentações começam neste sábado, às 12 horas. À noite, uma das atrações fica por conta da dupla Caju e Castanha, os reis da embolada. Outros artistas como Marimbondo Chapéu, Pedro Boi, Rodrigo Azevedo, Billy Nelson também já estão confirmados. A programação dura até amanhã, domingo, quando serão apresentadas folias de reis, recepção de cavalarias e concurso de boiadeiros.