Benjamim Oliveira Júnior


Correspondente





JANAÚBA – Os prefeitos tiveram que mostrar habilidade para administrar as contas no mês de julho, período em que uma das principais fontes de receita, o FPM – Fundo de participação dos municípios teve redução de 20,67% em relação ao repasse do mês anterior. Em compensação, o repasse do Fundef – Fundo de apoio ao magistério e desenvolvimento do ensino fundamental foi majorado em 7%, em comparação a junho.





A secretaria do Tesouro Nacional estima que, neste mês, haja uma recuperação de 0,5% no repasse das transferências constitucionais, dentre elas, o FPM e Fundef. No entanto, a previsão é de que em setembro ocorra redução de 18% nessas transferências, num comparativo a agosto. O Tesouro Nacional prevê que, em outubro, os recursos dos fundos sejam 18% superiores ao mês anterior.





QUANTO RECEBERAM





Conforme O Norte apurou, a prefeitura de Janaúba recebeu R$ 701.724,16 de FPM em julho, contra R$ 884.547,65 em junho. Nos sete primeiros meses deste ano, a prefeitura janaubense recebeu R$ 5,5 milhões de FPM. Já de Fundef, o Tesouro Nacional liberou R$ 365 mil para Janaúba no mês passado, cerca de R$ 24 mil a mais em relação a junho. O acumulado no ano é de R$ 2,3 milhões. Somente de transferências constitucionais, a prefeitura de Janaúba recebeu R$ 8 milhões neste ano.





Os municípios de Nova Porteirinha e Verdelândia, que recebem a menor cota do FPM, foram contemplados com R$ 175 mil, cada um, no mês passado, contra R$ 213 mil liberados em junho. De janeiro a julho, os prefeitos dos pequenos municípios receberam R$ 1,3 milhão do FPM. Porteirinha e Espinosa acumulam R$ 4,2 milhões e R$ 3,1 milhões, respectivamente, dos recursos liberados do FPM neste ano.





Segundo dados do Tesouro Nacional, a prefeitura de Montes Claros recebeu R$ 1,7 milhão de FPM em julho, contra R$ 2 milhões liberados no mês anterior. Nos últimos sete meses, o município montes-clarense foi contemplado com R$ 13.560.349,06 do FPM. Enquanto que, com a verba do Fundef, Moc movimentou R$ 10,4 milhões de janeiro a julho. No mês passado foram R$ 1,6 milhão diante de R$ 1,5 milhão em junho. Ainda conforme os dados obtidos pela reportagem, a prefeitura de Moc já recebeu R$ 25 milhões neste ano das transferências constitucionais, dos quais R$ 3,5 milhões foram liberados em julho.