Janeiro é sinônimo de férias para muitas famílias, que aproveitam o recesso escolar dos filhos e se organizam para viajar. Porém, o que é para ser diversão e descanso fora de casa pode se transformar em uma dor de cabeça, se não forem adotados alguns cuidados de segurança. 

Segundo a Polícia Militar, apesar do número de casos de roubo e furto terem diminuído nos últimos dois anos, é preciso ficar atento às dicas de segurança. 

Levantamento da Polícia Militar mostra que, ao longo do ano de 2018, 1.413 furtos/roubos a casas foram registrados em Montes Clros. Em 2019, até o dia 27 de dezembro, foram notificadas 1.129 ocorrências. O documento revela que o número aumenta nos meses de janeiro, fevereiro (período de férias e Carnaval); julho e dezembro, épocas do ano em que os moradores costumam ficar menos em casa, também pelas férias e festas de fim de ano. 

Em dezembro de 2017 e janeiro do ano passado, 286 ocorrências de furto ou roubo a residências foram registradas em Montes Claros, uma média de cinco casas atacadas a cada dia nas férias. Já em 2019, no mesmo período, foram contabilizadas 176 ocorrências. Apesar da redução, a Polícia Militar ressalta a importância de cada morador fazer sua parte para inibir ação dos bandidos. 
O major Edson Luís Gonçalves, da Polícia Militar, explica que os criminosos preferem furtar a roubar. No primeiro caso, o bandido leva um ou mais objetos sem autorização do dono e não usa a violência. Geralmente, esse tipo de crime é praticado na ausência dos donos da casa. Já no roubo há agressão ou violência física ou psicológica contra as vítimas.

“É bom evitar deixar o cadeado do portão trancado pelo lado de fora, pois isso revela que não tem ninguém no imóvel. A residência fica mais segura quando existem alarmes, câmeras de segurança, cerca elétricas e afins. Geralmente as pessoas gostam de deixar a luz acesa durante a noite e de dia, isso não é recomendado, pois é um indicativo de que o local está vazio. A dica é deixar a chave com um vizinho de confiança, para que ele acenda a luz à noite e retorne pela manhã para apagá-la”, ressalta o major, que também é chefe da sessão de comunicação organizacional da 11° RPM. 

DICAS
- Peça a vizinhos para recolherem sua correspondência
- Não deixe as luzes de casa acesas ao viajar
- Tranque, além das portas da rua, as dos demais cômodos, para dificultar o acesso dos ladrões
- Cortinas nas janelas são importantes, pois podem dificultar a visão do interior da moradia
- Verifique a presença suspeita de pessoas na rua, sempre, antes de sair ou entrar em casa