O número de casos confirmados de Covid-19 praticamente quadruplicou em apenas um mês no Norte de Minas. Em 10 de junho, 422 pessoas haviam recebido o diagnóstico positivo para a doença. Ontem, já eram 1.641, com 41 mortes. No Estado, o ritmo de avanço do coronavírus é quase igual: no mesmo período, os mineiros vítimas da doença passaram de 17.501 para 66.864. 

Maior cidade da região, Montes Claros tinha 388 moradores com a doença até ontem, e já registrou cinco óbitos. Mas não lidera o ranking de mortes por Covid no Norte de Minas: Janaúba tem duas a mais. 

O Departamento de Geociências da Unimontes aponta que nas próximas semanas, o Norte de Minas deverá alcançar o pico dos casos. Na segunda-feira, 6 de julho, completaram-se exatos três meses desde a confirmação oficial do primeiro caso na região. 
 
EM ALERTA 
Em Janaúba, somente nos últimos dois dias, foram confirmados 18 casos, passando para 286 registros da doença e sete mortes. 

A preocupação ainda aumenta pois, apesar de os dois hospitais da cidade estarem aptos a receber pacientes com Covid-19, há apenas seis leitos de UTI, sendo que quatro já estão ocupados. 

Janaúba tem 71.265 habitantes e foi uma das primeiras cidades do Norte de Minas a ter casos de Covid-19. No início, a justificativa é que com a pandemia, pessoas que moravam em outros estados voltaram para o município e muitas delas estavam contaminadas, transmitindo assim para os demais moradores. Agora, de acordo com o economista Aroldo Rodrigues, cerca de 0,4% dos gorotubanos estão com Covid-19. E a cada cem pessoas contaminadas (em Janaúba), 2,4 não sobrevivem.

“Podemos considerar esse número altíssimo. Para ficar mais claro, vamos comparar Janaúba com Montes Claros, que no momento tem 388 pessoas com coronavírus e cinco mortes – teríamos 1.636 casos”, explica o especialista. 

Mesmo com os altos índices de contaminação, todos os segmentos comerciais de Janaúba estão funcionando normalmente, incluindo bares e igrejas – com a utilização de máscara e álcool em gel. 

A Secretaria de Saúde ressalta que o município está tomando todas as medidas de proteção ao coronavírus. 

“Acreditamos que o crescimento de casos confirmados se deve pelo aumento dos testes rápidos realizados pelas empresas consorciadas na construção do ‘linhão’ – linhas de transmissão de energia –, assim apareceram muitos resultados positivos, porém assintomáticos”, diz o secretário de saúde de Janaúba, Renato Quimas Pereira Lima. 

Ele diz que foi criado um Centro de Atendimento para Enfrentamento ao Covid-19, para acolher casos suspeitos da doença, e que o Hospital Regional terá 15 novos leitos de UTI, assim que o Governo do Estado repassar os equipamentos necessários. 

Por isso, não está previsto recuo no funcionamento do comércio. “Tudo está sendo feito com muita cautela. O caminho que o município está seguindo é o do equilíbrio entre saúde pública e manutenção da renda da população”, diz.