Paulo Brandão


Correspondente





BOCAIÚVA  - Iniciada sexta-feira, 01, continua, até dia 17, nesta cidade, uma das maiores festas religiosas do interior do país, a do Senhor do Bonfim. Romeiros e visitantes de vários estados brasileiros e até mesmo do exterior continuam chegando à cidade para pagar promessas com o padroeiro ou para  rever os familiares.



A origem da festa retoma várias histórias e lendas. A reportagem de O Norte entrevistou o sociólogo, historiador e professor João Roberto Drummond Amorim. De acordo com pesquisa realizada por ele na Biblioteca nacional do Rio de Janeiro, a imagem do Senhor do Bonfim foi trazida de Ouro Preto, no período da revolução de Vila Rica. As famílias mais ricas daquela região pediram a um grupo de religiosos que levassem a imagem do Senhor do Bonfim para algum lugarejo tranqüilo, onde ela não corresse o risco de ser roubada ou até mesmo destruída. Isso por volta de 1720, no então arraial do Curato de Macaúbas.



Das várias lendas sobre a aparição da imagem em Boc, uma delas conta que um grupo de romeiros levava a imagem para a Bahia. Cansados, eles resolveram repousar por algumas horas em Boc. Só que não foi possível retirar a imagem do local; ela ficou muito pesada e, diante disso, eles acharam que aquilo seria uma vontade de que ela permanecesse naquele local, onde está localizada a igreja do Senhor do Bonfim.



João Roberto lembra que a festa sempre atraiu visitantes e romeiros de vários estados brasileiros e que essa festa é considerada a maior do Norte de Minas. Na verdade, a festa cresceu e ganhou dimensões.



PROGRAMAÇÃO



Hoje, quinta-feira, Dia do comércio e da indústria. Comerciantes, comerciários, industriais, industriários, bancários e economiários, SAAE, Cemig, Emater, Ima, IEF, correios e servidores públicos municipais, estaduais e federais, empresas públicas e privadas. Celebrante: padre Wagner.



Amanhã, sexta-feira: Dia dos motoristas, motociclistas e  tratoristas


Procissão dos carros pela cidade.



Dia 9 - Sábado: Dia das pastorais:  ECC, Pastoral da criança, familiar, do dízimo, da saúde, do quarteirão, carcerária, do batismo, da acolhida, da comunicação, dentre outras. Terço às 17h. Descida da imagem do Senhor do Bonfim, às 18h. Missa celebrada pelo padre Antônio Maia, às 19h.


Procissão da Bandeira: Levantamento do mastro da bandeira. Esta sairá da casa de Mabel Terezinha de Oliveira Vieira, na Rua Vereador José Brandão Filho, 217, Centro, em direção à igreja Matriz.


Show pirotécnico.



Dia da festa - Domingo:


5h30 - Alvorada.


6h30 - Missa- Celebrante: padre Antônio Brígido


8h - Missa com o frei Domingos e José Inácio.


10h - Missa dos romeiros – Celebrante: arcebispo dom Geraldo Majela de Castro


12h - Fogos de artifício e musica festiva


16h - Procissão



Programação cultural:


Quinta-feira - Banda Swing de Palha.


Sexta-feira - Instrumental Geraldo Paulista (Chorinho)


Omeriah e Celso Moreti (regaae).


Sábado - Coral do Conservatório estadual de música Lorenzo Fernandez - Show com Vander Lee e Banda.


Domingo - Música católica


Segunda, 11 - Som de Garagem - Valdo e Vael


Terça-feira, 12 - Trio Corasom - Zé Lu e banda


Quarta-feira, 13 - Pereira da viola - Gilberto e Gilmar


Quinta-feira, 14 - Programação cultural do aniversário da cidade, na Praça João Paulo II, Bairro Bonfim.