Consumidores que têm dívidas com a Cemig e a Copasa poderão renegociar e parcelar as contas vencidas em até 12 vezes. A medida foi anunciada nesta terça-feira (20) pelo governador Romeu Zema (Novo) como forma de amenizar os danos econômicos causados pela pandemia de Covid-19.

As condições especiais de parcelamento de débitos valem para clientes cadastrados no Programa da Tarifa Social, prestadores de serviços e comerciantes. 

Os planos apresentados pelas empresas de energia e água garantem a isenção de juros e o parcelamento via fatura própria. Além disso, neste novo modelo não é necessário dar entrada nas negociações.

“Após me reunir com diversos setores produtivos nos últimos dias, conseguimos dar uma boa notícia e atender a uma importante demanda. Os comerciantes que possuem dívidas de contas de luz e água poderão parcelar os débitos sem entrada e em até 12 vezes sem juros. Também serão beneficiados consumidores cadastrados no Programa da Tarifa Social e prestadores de serviços. Estamos juntos, ouvindo e analisando cada sugestão nesse momento tão difícil para todos nós”, afirmou o governador.

Para ter direito ao benefício da Tarifa Social, é preciso ter o registro no CadÚnico do governo federal, morar em um imóvel residencial e ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa do grupo familiar.
 
PRESTADORES E COMÉRCIOS
Restaurantes, bares, padarias, casas de material de construção e diversos outros comércios de pequeno e médio porte, além de prestadores de serviços, como chaveiros e salões de beleza e estética, poderão solicitar o parcelamento de seus débitos.

Os setores que foram fortemente impactados pela paralisação das atividades econômicas poderão se beneficiar do novo plano. A ação traz alívio para os empreendedores durante a retomada econômica.
 
COPASA
A Copasa suspendeu os cortes de abastecimento dos clientes inscritos na Tarifa Social, que poderão parcelar os débitos em até 36 meses, sem juros e multas. A adesão a esse plano vai até 16 de maio, com parcelamento feito exclusivamente pelo site www.copasa.com.br.

Já as empresas afetadas pela pandemia podem parcelar as faturas em atraso da Copasa em 12 vezes, sem entrada e sem juros, até 11 de junho. Em caso de dúvidas, os clientes podem entrar em contato pelo telefone 115.

*Com Agência Minas