Não é surpresa para ninguém que a televisão, que sempre foi o centro das atenções dos lares do planeta, perdeu espaço com a popularização de smartphones. Principalmente após a explosão das mídias sociais que deu poder de geração de conteúdo a qualquer indivíduo. Isso acendeu um alerta na indústria, que foi respondido com as chamadas Smart TVs, que adicionam funções de streaming, espelhamento e assistentes pessoais. 

Mas nesse meio tempo surgiu outro empecilho, os vídeos verticais. Selfies e vídeos nesse formato se tornaram um padrão natural pela facilidade de uso. É muito mais fácil gravar um vídeo na posição normal de uso do que colocar o telefone na horizontal. E por força do usuário, mídias sociais adotaram padrões de conteúdos verticais. E a gente sabe que não é uma boa ideia tentar girar a televisão. Certo? Errado!

A Samsung lançou no Brasil a The Sero, televisor que resolve esse problema. Esse aparelho de 43 polegadas e resolução 4K é capaz de identificar se o conteúdo é horizontal ou vertical e girar automaticamente a tela. Conta com uma base motorizada que atua como eixo para a tela se movimentar. 

Assim, quando o usuário projeta os Stories do Instagram, assim como o popular Tik Tok, a tela se ajusta. Inclusive é possível ficar rolando o feed numa boa. E caso mude para a programação de TV aberta, cabo ou streaming, o aparelho volta para posição horizontal. 

E mesmo quando está com o telefone espelhado na tela, o aparelho repete o movimento do celular na mão do telespectador. Por exemplo, ele está perambulando pelo Instagram e resolve jogar um game. No momento em que coloca o telefone na horizontal, o televisor também gira para exibir na mesma posição.
 
RODINHAS 
Além da base, a The Sero ainda conta com rodinhas. Lembra aqueles suportes antigos de televisores de tubo, comuns nas escolas. Mas fato é que a estrutura dispensa a necessidade de chumbar suporte na parede ou manter o aparelho sobre mobília, já que ela tem cerca de 1,4 metro de altura.

A mobilidade também faz dessa televisão um centro de entretenimento. Ela conta com sistema de áudio de 60 watts RMS, que garante potência para embalar uma festa. Ou seja, a televisão deixa de ser um equipamento estático para passear pela casa e se ajustar ao conteúdo.
 
MERCADO 
Questionada sobre a receptividade do aparelho, a gerente de produto da Samsung no Brasil, Thais Meglior, explica que o televisor chegou ao mercado sul-coreano em 2019 para testar a receptividade do público. “Os sul-coreanos são muito antenados a novas experimentações. Lançamos a The Sero no ano passado e foi um grande sucesso. Daí resolvemos expandir para alguns mercados, inclusive o Brasil”, explica.

Por aqui, o televisor será vendido em lojas selecionadas e o preço sugerido é de R$ 10 mil. Valor que dá para comprar uma Q80T de 55 polegadas e ainda sobrar um bom troco. Mas que é justificado pelo mecanismo que permite que gire para exibição vertical e horizontal.

Agora é caprichar na dancinha do Tik Tok, pois em 43 polegadas qualquer deslize é percebido.