Com um ensino humanizado e baseado em princípios cristãos, e com atendimento humanizado e profissional a Educação Adventista tem crescido cada vez mais pelo país. Presente em Montes Claros há 45 anos, a Educação Adventista está presente em 165 países, e é representada por 8.539 instituições, da educação infantil ao ensino superior. 

E um novo prédio da Escola Adventista está em construção às margens da Avenida Mestra Fininha, uma das principais vias de acesso dos bairros desta região ao centro da cidade. 

O líder da Educação Adventista, prof. Risher Domingues de Moraes, com experiência na Educação Adventista em centros como São Paulo, Porto Alegre e Goiás, afirma que o objetivo é inaugurar a obra no segundo semestre deste ano, já com matrículas abertas para 2022.

“Estamos empenhados em contribuir com ensino adventista em Montes Claros. Tornar o ensino cada vez mais relevante nesta região abençoada. Vamos oferecer um ensino de ótima qualidade, engajar alunos e suas famílias nas ações promovidas pela instituição”, afirma Moraes.

Ele explica que a instituição inseriu em seu conteúdo, o ensino bilíngue, onde os alunos são levados a aprender um segundo idioma.

Auditório
Prof. Risher Domingues de Moraes conta que a unidade educacional vai contar com um auditório com capacidade para 800 pessoas. Salienta ainda que as crianças e adolescentes terão a disposição conservatório de música.

Risher explica ainda do serviço de informatização, algo considerado por ele como importante diferencial para facilitar a vida dos pais e alunos, bem como aumentar a segurança da comunidade escolar.

“Os pais terão um serviço de drive-thru com cartão digital para buscar os seus filhos. Assim que os pais apresentarem o cartão na portaria, uma moderna tevê comunicará ao professor e aluno que o responsável está adentrando as instalações, logo as crianças serão conduzidas com todo cuidado para o encontro com os seus responsáveis. Tudo está sendo preparado para atender da melhor maneira possível o aluno e sua família”, afirma o prof. Risher Domingues de Moraes.