Se você quisesse ter um robô em sua casa, você optaria pelo implacável T-101 de “O Exterminador do Futuro” ou um carinha simpático como BB-8 de “Star Wars”? Pois é, a Samsung foi até a CES 2020, feira de tecnologia que acontece em Las Vegas e apresentou o Ballie. Trata-se de um robô pessoal que se parece com uma bola de tênis e ficar rolando pela casa, como o simpático companheiro de Rey, numa galáxia muito distante.

Segundo os engenheiros, o Ballie é capaz de cumprir diversas tarefas, apesar de seu formato não sugerir isso. Ele atua como um assistente pessoal, capaz de interagir com pessoas e o ambiente ao seu redor. Entre suas funções, pode brincar com crianças, monitorar a saúde de seu dono, já que ele se comunica com dispositivos vestíveis, como smartwatches, que monitoram frequência cardíaca e outros parâmetros de saúde.

A interação é possível pois o Ballie, assim como o BB-8, é capaz de compreender comandos sonoros. A bolinha é dotada de inteligência artificial que lhe permite saber se há algo de errado. 

Ainda de acordo com os responsáveis pelo projeto, há uma tendência de que as pessoas não querem um robô convencional em suas casas, mas algo que seja mais amigável e que seu dono tenha pleno controle. 

Em outras palavras, é mais fácil prender uma bolinha de tênis numa gaveta, caso ela queira exterminar a humanidade, do que um exoesqueleto metálico de quase dois metros de altura, que no menor sinal de ressentimento diria a você: “I’ll be back!”. 
 
PROCESSADORES
Quem assistiu ao “Exterminador do Futuro 2” sabe muito bem que todo apocalipse nuclear se deu pela recuperação do chip do robô malvado do primeiro filme. Ele serviu de base para a criação do computador Skynet, que se tornou consciente em 1997 e… bum! Longe de criar uma máquina que pretenda destruir a humanidade, a Intel apresentou a nova linha de processadores Tiger Lake, que chegam para substituir os modelos Ice Lake. 

Segundo a Intel, essas unidades são construídas com tecnologia de 10nm++, ou seja, com transistores bem menores que os atuais e que elevam seu poder de processamento. De acordo a Intel, a nova geração está apta para rodar em conjunto com chips de inteligência artificial.
 
NOTEBOOK 
A gigante dos processadores ainda apresentou o ThinkPad X1 Fold, um notebook desenvolvido em parceria com a Lenovo que conta com uma tela dobrável que ocupa a área do teclado. Fechado, ele tem as medidas de um iPad, mas aberto ele pode expandir para uma tela de 13 polegadas, que a fabricante garante que permite a execução de trabalhos e entretenimento com o mesmo conforto de um aparelho comum, mas com a facilidade de transporte. 

Nele, o usuário pode projetar o teclado na base da tela, como num notebook comum, ou utilizá-lo como um grande tablet. Ele ainda conta com um teclado Bluetooth que se encaixa na base, dando a forma de um laptop convencional. Com previsão de chegada no final do semestre, o X1 Fold custará US$ 2,5 mil (R$ 10.180). Por essa, nem a Princesa Leia esperava.