A Mitsubishi resolveu igualar a carranca de toda sua gama. Quem lançou a moda foi o Outlander, e posteriormente surgiu o Eclipse Cross. Recentemente, chegou a vez do Pajero Sport e agora é o momento do ASX, que, inclusive, mudou de nome e passa a se chamar Outlander Sport, nome que já é adotado em outros mercados.

Trata-se da segunda plástica do jipinho, que foi lançado lá fora em 2010, mas está no Brasil desde 2012. Assim como o Outlander, o ASX nasceu com focinho de Lancer Evolution. O irmão maior foi o primeiro a cortar o vínculo com o saudoso sedã. 

O ASX também tinha passado por uma plástica, mas agora ficou mais bonitão, cheio de cromados que serpenteiam pela seção frontal. 

De resto, vale dizer, é o mesmo carro, com a diferença de partir agora dos R$ 119.990, na versão GLS. Mas a marca tenta justificar o valor com um garboso pacote de conteúdos que inclui: multimídia JBL de 7 polegadas (com Apple CarPlay e Google Android Auto e câmera de ré).Complementam a cesta itens como direção elétrica, ar-condicionado digital, além do trio elétrico (Vidros, travas e retrovisores elétricos). 

Na versão de topo HPE AWD, a tela do sistema é maior, com nove polegadas, além de bancos em couro, aquecimento dos assentos dianteiros, ajustes elétricos para o motorista, sensores de chuva e crepuscular, sete airbags (bolsas frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista) e retrovisores com rebatimento elétrico, luzes de seta. Mas aí, o preço salta para salgados R$ 138.990.

Debaixo do capô, ele abriga o conhecido motor flex 2.0 de 170 cv e 23 mkgf de torque, que é um dos motores mais potentes entres os SUV’s compactos. A transmissão é do tipo CVT e a versão top de linha com tração integral, com seletor eletrônico para distribuição de torque 50/50 e bloqueio de diferencial. 

Veterano
Mesmo com o surgimento do Outlander Sport, o ASX (de cara velha) segue em linha, e passa a figurar na base da gama Mitsubishi, apenas na versão GLS, por R$ 113 mil. Afinal, no Brasil, a coisa mais difícil é um carro sair de linha. Basta trocar o nome e da uma cera.