“Cuphead” é de longe um dos games indies mais legais dos últimos anos. Rápido, difícil, bonito e com uma trilha sonora espetacular, o game dos irmãos “cabeça de xícara” finalmente chega ao PS4. Pouco antes do anúncio oficial, o game já tinha sido flagrado na PSN britânica, na seção de games populares. No entanto, não levava à página de compra do jogo. Agora, já está no catálogo.

“Cuphead” finalmente aparece na lista do console da Sony ao preço de R$ 83,50. Um valor salgado – não que não mereça, mas é elevado comparado ao que é cobrado na Steam (R$ 37).

O game era aguardado pelos jogadores do console japonês. Afinal, o título lançado em 2017 pelo estúdio independente MDHR virou uma febre instantânea, mas com versões apenas para PC, Xbox One. O joguinho de plataforma coloca o jogador em diferentes desafios em que é preciso ser extremamente rápido para vencer as fases.

Depois das plataformas Microsoft, o game foi anunciado para Macintosh e Nintendo Switch. Em julho do ano passado, o estúdio publicou em seu blog que trabalhava na DLC batizada de Delicious Last Course, em alusão à sigla Downloadable Content, e dizia que iria expandir o game para todas as plataformas até 2020. 
 

Rolem os dados
“Cuphead” conta a história de uma aposta que os irmãos Cuphead e Mugman fizeram com o diabo, em seu cassino. Ao perderem nos dados, o “coisa ruim” tomou suas almas. Mas os irmãos conseguem um acordo, que é recolher as almas dos devedores do tinhoso. Assim, em cada fase o jogador tem um desafio diferente.

Graficamente o game é espetacular. Tem estilo inspirado nas animações dos anos 1930, como Betty Boop. E o processo de animação utilizou as mesmas técnicas de desenhos sobre camadas. Já a trilha conta com quase 60 faixas, que demandaram um grupo de 40 músicos, com jazz, ragtime e até samba.