Por Raquel Mendonça











Festas de Agosto são a maior e mais importante manifestação cultural popular e tradicional de Montes Claros

 

Montes Claros, “Cidade da Arte e da Cultura”, tem nas Festas de Agosto, a sua maior e mais importante manifestação cultural popular e tradicional, com 177 anos de existência e resistência, a encantarem e emocionarem montes-clarenses e visitantes a cada mês de agosto, que chega com a ventania e a sabedoria popular. São festas religiosas, parte do catolicismo popular da cidade, em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e ao Divino Espírito Santo, que reúnem práticas festivas e religiosas, como o levantamento de mastros, missas e bênçãos; os Catopês ou Congado, os Marujos ou Marujada e os Caboclinhos ou Caboclada, bem como os Reinados de Nossa Senhora do Rosário (na cor azul), de São Benedito (na cor rosa) e o Império do Divino Espírito Santo (na cor vermelha), sendo os Reis e Rainhas, o Imperador e a Imperatriz filhos das Famílias Festeiras, além do longo cortejo de príncipes e princesas, aberto à livre participação de crianças e adolescentes caracterizados de toda a comunidade.

O desfile pelas ruas principais da cidade é acompanhado, anualmente, com brilho, pela Banda de Música do 10º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais. Da programação festiva das Festas de Agosto, destaque ainda para as visitas e os lautos almoços oferecidos pelos Festeiros aos grupos de Catopês, Marujos e Caboclinhos, participantes dos Reinados ou Império, familiares e convidados.

À frente das Festas de Agosto, como seu grande Coordenador, o nome de João Pimenta dos Santos, o popular “Mestre Zanza”, presidente da Associação dos Grupos de Catopês, Marujos e Caboclinhos de Montes Claros, realizadora das Festas, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura/Prefeitura de Montes Claros. A Secretaria de Cultura/Prefeitura promove, paralelamente às Festas de Agosto, o Festival Folclórico de Montes Claros, neste ano, em sua 38ª edição, com vasta programação folclórica, composta de shows musicais e de dança populares, todas as noites, em palco montado para esse fim, na histórica Praça Dr. Chaves/da Matriz, bem como espaços para barraquinhas de comidas e bebidas típicas. Além de Mestre Zanza, Chefe do 1º Grupo de Catopês de Nossa Senhora do Rosário, há João Batista Faria, o Mestre João Faria, Chefe do 2º Grupo de Catopês de Nossa Senhora do Rosário; Wanderley Ferreira do Nascimento, Mestre Wanderley, Chefe do Grupo de Catopês de São Benedito; Iderielton Oliveira da Cruz, Mestre Tim, chefe da 1ª

Marujada de Montes Claros; José Hermínio Ferreira Pinto, Mestre Zé Hermínio, chefe da 2ª Marujada de Montes Claros; Maria do Socorro Pereira Domingos, a Cacicona Socorro, chefe do Grupo de Caboclinhos ou Caboclada.

Neste ano de 2016, as Festas de Agosto, depois da abertura dos dois eventos, no dia 16, às 20h, no Centro Cultural Hermes de Paula, têm início no dia 17, à noite, em frente à Igrejinha do Rosário (Praça Portugal), com o Levantamento do Mastro (responsabilidade do Mordomo ou Mordoma) de Nossa Senhora do Rosário, às 21h00; no dia 18, a partir das 09/10h00, o Reinado de Nossa Senhora do Rosário sai da Praça Dr. João Alves (Automóvel Clube), percorre ruas centrais da cidade, até a Igrejinha do Rosário e, à noite, acontece o levantamento do Mastro de São Benedito; no dia 19, o Reinado de São Benedito e, à noite, o levantamento do Mastro do Divino Espírito Santo; no dia 20, o Império do Divino Espírito Santo.

No dia 21, pela manhã, a partir das 10h, na sede da Associação dos Grupos de Catopês ou Congado, o já tradicional “Encontro Mineiro de Ternos de Congado” e, à tarde, em torno das 15h30, a Procissão de Encerramento das Festas de Agosto, com os seis grupos de Catopês, Marujos e Caboclinhos, os dois Reinados e o Império, além dos grupos de Congado convidados, lembrando que o IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, de Belo Horizonte, já abriu processo, através da Superintendência do Imaterial, com vistas ao Registro como Bem Cultural Imaterial do Brasil, o que deverá contemplar todos os grupos de congado ou congada de Minas Gerais, tendo visitado a cidade nesse sentido!

Entre os grandes e autênticos apoiadores das Festas de Agosto, destaque absoluto para o notável e saudoso historiador e folclorista Hermes Augusto de Paula, o Hermes de Paula, autor de “Montes Claros - sua história, sua gente, seus costumes”, que conta a história e trajetória das Festas, sem contar que oferecia a sua casa a Festeiros da família, como nós, e amigos, para ali realizarem o “Almoço”, com destaque ainda para aqueles que o fizeram ou o fazem, mas sem “inter-ferir” nas Festas, mantendo o devido e respeitoso distanciamento.

Do passado, dentro da Cultura/Prefeitura, lembramos Marilene Mourão, quando funcionária do Centro Cultural Hermes de Paula e os também grandes nomes que estão sempre a apoiar os grupos, as Catopeias Raquel Muniz e Raquel Chaves, com mais pessoas da família participantes, que criou, em muito boa hora, a Organização Não Governamental/ONG “Amigos dos Catopês, Marujos e Caboclinhos” e, através da realização de eventos em prol dos grupos, vem contribuindo ainda mais com as Festas de Agosto, e muitos outros apaixonados.

A riqueza do folclore ou cultura popular de Montes Claros é imensa e infinitamente diversificada, mas nada como as Festas de Agosto ou a Festa dos Catopês, Marujos e Caboclinhos para mexer profundo com a alma do povo montes-clarense e norte-mineiro, na verdade, de todo o povo sertanejo, mineiro, brasileiro, além de visitantes do mundo inteiro, a falarem a língua única do real encantamento!

(*) Jornalista, Promotora Cultural, Historiadora, Escritora, membro da Academia Montes-clarense de Letras e da Academia de Letras, Ciências e Artes do São Francisco - ACLECIA