Aos poucos, o mercado brasileiro de automóveis está ganhando fôlego. Outubro foi o melhor mês do ano para o setor, com 204 mil licenciamentos, de acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Alta de 3,2% sobre setembro.

Apesar de estar com o “pé embaixo” no acelerador, a retração no acumulado do ano ainda é de 30,9 pontos percentuais na comparação do mesmo período.

Significa que de janeiro a outubro de 2019, o mercado licenciou 2,17 milhões de unidades. Este ano, apenas 1,5 milhão, indicando que o ano terminará abaixo dos 2 milhões de carros vendidos. 
 
PARTICIPAÇÃO
O mercado manteve as principais posições no ranking de vendas. A General Motors segue na liderança, com 17,1% do mercado, seguida de perto pela Volkswagen, que acumula 17% do bolo. A Fiat vem logo atrás, com 16,1%, enquanto a Hyundai assumiu a quarta posição com 8,5%, derrubando de vez a Ford para o quinto lugar com 7,2% das vendas. 
 
MAIS VENDIDOS
Em outubro, o Onix retomou a liderança com 11.203 unidades licenciadas. No acumulado do ano, o Chevrolet soma 104.494 unidades vendidas. O segundo modelo mais vendido foi a picape Strada, com 10.068 emplacamentos. Mas, de janeiro a outubro, figura na terceira colocação com 60.040 unidades.

O HB20 anotou 8.903 unidades vendidas no “Mês das Crianças”, o que faz do sul-coreano o vice-líder em 2020, com 66.652 licenciamentos. Onix Plus foi o quarto mais vendido, com 8.619 unidades e também se posiciona na quarta colocação no acumulado com ano, com 58.345 registros. E o quinto mais vendido foi o veterano Gol, que anotou 8.473 licenciamentos e soma 54.771 no decorrer de 2020.
 
SUV
O segmento de SUV segue em alta, com quase um terço dos emplacamentos este ano. O T-Cross assumiu a liderança do segmento com 47.125 carros, uma vantagem de quase 5 mil unidades sobre o vice-líder Renegade, que anota 42.445 unidades. Na terceira posição figura o Compass, com 39.843 emplacamentos, sendo seguido pelo Tracker (36.197) e Creta (35.901).