‘Catadores de recicláveis realizaram um protesto na manhã de ontem em Montes Claros. Eles estão apreensivos com a possível implantação de uma política de destinação de resíduos no município que possa eliminar a única fonte de renda que têm.

Um edital lançado pelo governo de Minas irá selecionar projetos de implantação de usinas de triagem mecanizadas de resíduos sólidos urbanos, a serem executados por Consórcios Públicos situados em Minas Gerais.

“Foi uma luta árdua para chegarmos aqui. Fizemos essa manifestação hoje para demonstrar o quão importante é este trabalho. O município, pela própria legislação de resíduos sólidos, tem que favorecer o trabalho dos catadores”, disse Sônia Gomes de Oliveira, assistente social que apoia os catadores.

Para o engenheiro ambiental Pedro Maia, falta uma lei municipal que efetiva o apoio aos catadores como política pública. O secretário de Obras, Guilherme Guimarães, afirmou que não há intenção do município em aderir ao edital do Estado.