Azedinha, boca-de-leão e capuchinha. Quem nunca ouviu falar nesses nomes pode anotar na agenda a data não só para saber do que se tratam, mas para “experimentá-los”. Exemplares de Plantas Alimentícias Não Convencionais – as Pancs –, essas e outras hortaliças, que nascem espontaneamente em muitos quintais e canteiros, serão estrelas da 11ª edição do Brumadinho Gourmet, realizado daqui a duas semanas. 

O festival é em Casa Branca, a cerca de 30 quilômetros da capital mineira, e, este ano, especialmente, promete jogar luz sobre Brumadinho. Essencialmente turístico, município foi devastado após rompimento de uma barragem de mineração, em janeiro deste ano.

“Queremos prestigiar cultura e economia locais, utilizando e valorizando as Pancs, que representam muito toda a região”, reforça a curadora do evento, Patrícia Pacheco, da JP Cultural. Pelo menos 16 mil pessoas devem passar pelo festival, de 6 a 8 de setembro.

Ao todo, dez restaurantes irão servir os quitutes. Dentre os pratos, desde comida bem mineira – como a coxinha de linguiça do restaurante Omilia, de Nova Lima–, passando por outros menos tradicionais – caso do tambaqui, peixe amazônico escolhido por Valdelícia Coimbra, do Delícias da Val, de BH –, a receitas com pegada oriental – como as do venezuelano Fredman Quiaro, do Yakitori, em Casa Branca. 

Quem também colocará os dotes culinários à prova são os sócios Charles Saliba e Ana Raquel Falcone. Donos de estabelecimento recém-inaugurado em Contagem, na Grande BH, eles participaram do Chef Brumadinho Gourmet – concurso voltado para cozinheiros amadores – do ano passado e conquistaram 1º e 5º lugares, respectivamente.

No espaço deles serão servidas receitas com ingredientes artesanais, como uma mortadela com pistache e um “prato” feito com massa de banana. “Tudo pensando na sustentabilidade, no não desperdício de alimentos”, comenta Raquel. 
 
DISPUTAS
Apaixonados por boa comida também poderão apreciar a disputa entre cozinheiros amadores, que concorrerão a cinco bolsas para estudar Gastronomia nas Faculdades Promove, em Belo Horizonte. Será a terceira edição do Chef Brumadinho Gourmet.

“Abre portas para inúmeras oportunidades”, diz o chef Jackson Cabral, coordenador da graduação que premiará os cinco melhores cozinheiros do concurso. 

Este ano, o Brumadinho Gourmet também terá duas presenças de peso: o chef mineiro Ivo Faria, do restaurante Vecchio Sogno, em BH, e o francês Eric Jacquin, jurado do MasterChef Brasil.