A dura missão de parar o ataque do Athletico-PR, um dos mais poderosos do futebol brasileiro em 2019, estará nas mãos da dupla de zaga reserva do Galo. Com Réver e Igor Rabello suspensos pelo acúmulo de três cartões amarelos, Iago Maidana e Leonardo Silva formarão o miolo da defesa atleticana no duelo contra o xará paranaense neste domingo (24), no Mineirão, em confronto válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O retrospecto da zaga formada por Léo Silva e Iago Maidana nesta temporada é bom. Os dois atuaram como dupla na principal competição nacional em duas oportunidades, ambas no primeiro turno e em vitórias do Atlético por 2 a 1, contra Avaí e Chapecoense. Contra a Chape, Maidana anotou o gol de empate do Galo, que viraria a partida com um gol de Vinícius.

Por outro lado, a única partida da dupla reserva atuando no Mineirão – palco do jogo diante do Athletico-PR – não traz boas lembranças ao torcedor atleticano. Léo Silva e Maidana foram os titulares na derrota do Galo por 1 a 0 contra o Nacional do Uruguai, jogo que decretou a eliminação da equipe na fase de grupos da Copa Libertadores de 2019. 

Em outras duas oportunidades, os dois entraram em campo como titulares no Campeonato Brasileiro. No entanto, Léo Silva e Maidana formavam a trinca de zagueiros ao lado de Igor Rabello, em uma configuração diferente daquela que será utilizada por Vagner Mancini neste domingo. Com esta formação, o Galo empatou com o Palmeiras por 1 a 1 e perdeu para o Flamengo por 3 a 1, ambas partidas disputadas fora de Belo Horizonte.
 
DESPEDIDA?
Um dos grandes ídolos da história do Atlético, Leonardo Silva pode fazer sua última partida como profissional justamente no palco de seu maior feito com a camisa alvinegra, o histórico gol contra o Olímpia, que levou a decisão da Copa Libertadores de 2013 para a disputa de pênaltis.

Na condição de reserva da equipe no momento em que faltarão apenas mais quatro partidas – duas delas em casa – para o final da temporada, Léo Silva poderá deixar o gramado do Mineirão após ter atuado como jogador profissional pela última vez neste domingo.

No entanto, não se pode descartar a possibilidade de uma homenagem ao zagueiro e mais uma chance para Léo Silva atuar diante da torcida em alguma das últimas partidas dentro de casa do Galo na temporada – contra Corinthians e Botafogo.

No momento, a única certeza é que será fundamental que Léo Silva tenha uma atuação à altura de sua história no clube para aproximar o Galo de uma vitória diante do Athletico-PR.
*Estagiário sob supervisão do editor