A Era Ney Franco começa nesta sexta-feira (11) no Cruzeiro com o novo treinador, que substitui o demitido Enderson Moreira, buscando algo que só Mano Menezes conseguiu nesta década no Cruzeiro: assumir o clube num momento de crise, resolver o problema técnico e ter sequência no trabalho.

O primeiro desafio do recém-contratado treinador cruzeirense será contra o Vitória, às 21h30, no Mineirão, pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Na 17ª posição, a primeira da zona de rebaixamento, o Cruzeiro precisa vencer para não correr o risco de terminar a rodada no Z-4.

Histórico

Nada menos que dez treinadores já assumiram o Cruzeiro durante a temporada, nesta década, por causa de um momento técnico ruim. Entre eles, o único a resolver o problema e ter sequência no trabalho foi Mano Menezes.

Em 2011, ano em que a Raposa brigou contra o rebaixamento, Joel Santana e Vágner Mancini passaram pela Toca da Raposa II durante a Série A do Brasileirão.
Por mais que o segundo tenha salvado o clube da queda, com os 6 a 1 sobre o Atlético, na última rodada, em momento algum esteve firme no cargo e o início de temporada 2012 foi desastroso.

Celso Roth assumiu em seu lugar e durou o Campeonato Brasileiro todo, mas com campanha irregular, terminando na nona colocação.

Marcelo Oliveira brilhou em 2013, 2014 e caiu em 2015. Vanderlei Luxemburgo o substituiu, mas o Cruzeiro só escapou da queda após a chegada de Mano Menezes, que no ano seguinte foi para a China.

A Raposa começou 2016 com Deivid, ex-auxiliar e hoje diretor de futebol, dirigindo o time. Ele ficou apenas no Campeonato Mineiro, com o time não chegando à final. Caiu para a chegada do português Paulo Bento, mas o Cruzeiro só deixou de brigar contra o descenso com Mano Menezes, que retornou à Toca da Raposa II e iniciou a passagem que só terminou na metade do ano passado e rendeu o bicampeonato da Copa do Brasil (2017 e 2018).

Após a queda de Mano, em agosto do ano passado, começa a ciranda de técnicos com Rogério Ceni, Abel Braga, Adilson Batista e Enderson Moreira, com a queda à Série B durante este processo, que Ney Franco tenta interromper a partir desta sexta-feira.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO
Fábio; Cáceres, Léo, Cacá e Matheus Pereira; Jadsom e Jean (Filipe Machado); Airton, Maurício (Régis) e Arthur Caíke; Marcelo Moreno. Técnico: Ney Franco

VITÓRIA
Ronaldo; Jonathan Bocão, Wallace, João Victor e Thiago Carleto; Guilherme Rend, Gerson Magrão e Fernando Neto; Vico, Matheusinho (Eron) e Léo Ceará. Técnico: Bruno Pivetti

DATA: 11 de setembro de 2020
MOTIVO: 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
HORÁRIO: 21h30
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
ARBITRAGEM: Edina Alves Batista, auxiliada por Daniel Luís Marques e Daniel Paulo Ziolli, todos de São Paulo
TRANSMISSÃO: Premiere