Nenhum clube fora do chamado Eixo Rio-São Paulo tem tantos títulos nacionais em sua galeria como o Cruzeiro. E essa posição é garantida com alguns recordes conquistados no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. Três deles podem cair num intervalo de apenas 14 dias. E os responsáveis por esse risco são os gaúchos Internacional e Grêmio.

Tirando paulistas e cariocas da conta, a Raposa é a maior vencedora do Campeonato Brasileiro, considerando-se a unificação de títulos promovida pela Confederação Brasileira de Futebol em 2010, com quatro taças (1966, 2003, 2013 e 2014). Além disso, é o único a ter vencido a competição no sistema de pontos corridos.

Neste domingo, se vencer o Flamengo, às 16h, no Maracanã, o Internacional conquista a Série A de 2020 e numa tacada só iguala esses dois feitos cruzeirenses.

O Colorado é tri do Brasileirão (1975, 1976 e 1979) e depois de três vice-campeonatos a partir de 2003 (2005, 2006 e 2009), vencendo no Rio de Janeiro, levanta a taça também na Era dos Pontos Corridos. 
 
POSSIBILIDADES
Com qualquer resultado no Maracanã que não seja uma vitória, o Internacional segue com chances de ser campeão brasileiro de 2020.

Se empatar, basta alcançar, diante do Corinthians, dia 25, no Beira-Rio, pelo menos o mesmo resultado do Flamengo contra o São Paulo, no mesmo dia, no Morumbi.

Em caso de derrota, o Colorado só pode levantar a taça vencendo o Timão e contando com pelo menos um empate do rubro-negro carioca diante do tricolor paulista.
 
HEXA
No dia 28 de fevereiro, Grêmio e Palmeiras começam a decidir a Copa do Brasil de 2020 se enfrentando às 16h, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O tricolor gaúcho é pentacampeão da competição (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016), com uma taça a menos que o Cruzeiro, maior vencedor do torneio com seis conquistas (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018).

No dia 7 de março, às 16h, no Allianz Parque, em São Paulo, palmeirenses e gremistas fazem a partida de volta da decisão da Copa do Brasil.

Se após o confronto a taça for erguida pelos tricolores, os cruzeirenses passarão a ter companhia na condição de maior campeão da Copa do Brasil.

A batalha entre os dois clubes vem desde a década de 1990, pela condição de maior vencedor do torneio. Os gremistas estão atrás pela primeira vez e agora têm a chance de igualar esta disputa.
 
RECORDES
Apesar desses três riscos corridos pelo Cruzeiro nesta reta final de temporada 2020, outros quatro do clubes seguirão intactos.

A Raposa seguirá como clube fora do Eixo Rio São Paulo com o maior número de títulos nacionais (dez) e também nos pontos corridos (três).

No geral, aí incluindo todas as equipes, permanecerá como a única a vencer Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil no mesmo ano, façanha alcançada na Tríplice Coroa de 2003.

A outra marca é o bicampeonato em sequência da Copa do Brasil, de 2017 e 2018. Com certeza, a torcida celeste nos próximos dias será por Flamengo e Palmeiras.