Atlético e Cruzeiro deixam a Copa do Brasil de lado após os confrontos de ida pelas oitavas de final, na noite de ontem, contra Santos e Fluminense, respectivamente, e voltam as atenções para a Série A do Campeonato Brasileiro, pois já estarão em campo pela competição no próximo sábado.

Derrotados na última rodada do Brasileirão, os dois rivais entram em campo buscando mais que a reabilitação, pois vencer os dois próximos adversários não deixará de ser para eles uma espécie de vingança de derrotas doídas sofridas no ano passado.

O Cruzeiro volta a encarar o Fluminense, no próximo sábado, às 18h, no Maracanã. Logo depois, às 19h, o Atlético recebe o Flamengo, no Independência.
 
HISTÓRIA
Na segunda rodada da Série A de 2018, após estrear em casa perdendo para o Grêmio, por 1 a 0, o Cruzeiro encarou o Fluminense no Maracanã.

E a expulsão do lateral-direito Gilberto, do tricolor carioca, logo aos 15 minutos do primeiro tempo, parecia a senha para a uma vitória cruzeirense.

Mas o que se viu no Maracanã naquele 22 de abril de 2018 foi um Cruzeiro apático, acomodado, que fez um primeiro tempo abaixo da crítica.

Na segunda etapa, logo aos três minutos, o centroavante Pedro abriu o placar para o Fluminense e colocou fogo no jogo.

A desvantagem no placar, e a vantagem no número de jogadores, fizeram com que a equipe de Mano Menezes partisse desesperada para o ataque.

Várias chances de gol foram criadas pelos cruzeirenses, mas o placar ficou mesmo no 1 a 0 para o Fluminense.
 
CASTIGO
Na sétima rodada, em 26 de maio de 2018, também um sábado à noite, Atlético e Flamengo jogaram no Independência brigando pela liderança do Campeonato Brasileiro.

O Galo ocupava a primeira colocação com 13 pontos. A segunda posição era dos flamenguistas, que somavam 11.

Com três vitórias nas partidas em que tinha sido mandante no Horto, sobre Vitória (2 a 1), Corinthians (1 a 0) e Cruzeiro (1 a 0), o Atlético teve o comando das ações no confronto, que teve como marca o duelo entre treinadores jovens.

O Galo era dirigido, ainda interinamente, por Thiago Larghi. Maurício Barbieri, atualmente no América, comandava o Urubu.

O jogo foi decidido num lance em que o lateral-direito Emerson, atualmente no Bétis, da Espanha, falhou e perdeu a bola para Vinícius Júnior, atualmente no Real Madrid, avançar até a área e, na saída de Victor, rolar para Everton Ribeiro marcar.

Neste sábado, Cruzeiro e Atlético têm a chance de vingar, nos mesmos palcos, essas derrotas de 2018.