O Cruzeiro entrou em campo diante do Uberlândia, na tarde de 12 de fevereiro de 1966, um sábado, precisando de uma vitória para garantir o título do Campeonato Mineiro de 1965, primeira competição disputada no Mineirão e que invadiu o ano seguinte por causa da paralisação para os vários amistosos que marcaram a inauguração do estádio. Conseguiu muito mais do que isso. Goleou por 6 a 0 e deu a primeira volta olímpica no Gigante da Pampulha.

Iniciado em 10 de julho, com uma vitória por 2 a 0 do Atlético sobre o Guarani, de Divinópolis, no Independência, o Estadual de 1965 ficou paralisado entre 15 de agosto e 25 de setembro, por causa das festividades de inauguração do Mineirão. Foi formada inclusive uma Seleção Mineira, que fez o primeiro jogo do estádio contra o River Plate, da Argentina.
 
CAMPANHA
A campanha cruzeirense no Campeonato Mineiro de 1965 foi impressionante. Foram 18 vitórias, três empates e apenas uma derrota em 22 partidas.

A única derrota foi em 29 de janeiro de 1966, por 3 a 1, para o Renascença. Esta foi o primeiro resultado negativo do Cruzeiro no Mineirão desde a sua inauguração. A invencibilidade era de 13 jogos.

A competição teve 12 participantes, como acontece atualmente, mas foi disputada no sistema de pontos corridos, com jogos de ida e volta.
 
ESQUADRÃO
O Campeonato Mineiro de 1965 foi o primeiro título conquistado pelo grande time formado pelo Cruzeiro na segunda metade da década de 1960.

Nesta conquista, a equipe que venceu a Taça Brasil, no ano seguinte, superando o Santos, de Pelé, ainda não contava com três jogadores, que só chegaram após o título mineiro de 1965.

Eram eles o goleiro Raul, o zagueiro Procópio e o centroavante Evaldo. Seus lugares na campanha do primeiro título no Mineirão foram ocupados por Tonho, Vavá e Marco Antônio, respectivamente.

A conquista do Estadual de 1965 abriu a maior sequência de títulos da Raposa na competição, pois o clube levantou a taça até 1969, encerrando a série de conquistas com um pentacampeonato.

Por muito tempo se creditou a Tostão a artilharia do Campeonato Mineiro de 1965, mas o goleador da competição foi Roberto Mauro, do Atlético, com 17 gols.