Não é novidade que a campanha fora de casa tira do Atlético a chance de ser líder da Série A. Mas para sonhar com o título da competição, o time de Jorge Sampaoli precisará de uma nova história como visitante na reta final do Brasileirão. Três dos cinco jogos que lhe restam são longe de Belo Horizonte e ele não conseguiu ainda vencer sequer duas partidas seguidas distante do Mineirão.

E esta nova história precisa ser construída a partir de hoje, pois o Galo encara o Goiás, a partir das 21h30, no Estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 34ª rodada do torneio.

Apenas o 11º colocado numa classificação que leva em consideração os resultados alcançados pelos clubes como visitantes, o Atlético já entrou 16 vezes em campo nesta condição na Série A 2020 e alcançou um aproveitamento de apenas 37,5%. São 18 pontos conquistados, pouco mais de um por jogo.

Seus três concorrentes pela taça do Campeonato Brasileiro lideram a classificação com este recorte, com desempenho bem superior. O Flamengo ganhou 64,71% dos pontos disputados fora de casa. O Internacional, 52,08%, e o São Paulo, 50,98%.
 
CAMPANHA
O Atlético começou o Campeonato Brasileiro de forma empolgante fora de casa, pois na primeira rodada fez 1 a 0 no Flamengo, atual campeão, no Maracanã, local onde o rubro-negro carioca, na edição de 2019, em 19 partidas, venceu 17 e empatou duas, com um aproveitamento de 93%.

Mas foi apenas uma primeira impressão, pelo menos até agora. No decorrer da competição, o Galo nunca conseguiu duas vitórias seguidas como visitante. Agora, para ter mais chances de títulos, precisa de três, a partir de hoje, diante do Goiás.

Depois do Esmeraldino, o Atlético ainda encara o Fluminense, dia 10, no Maracanã, e na penúltima rodada encara o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife.

Atualmente, o time de Sampaoli vive um jejum de quatro partidas sem vitória fora de casa. A última foi há mais de 50 dias, em 12 de dezembro do ano passado, por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Depois desta vitória sobre o Furacão, o Galo, como visitante, perdeu para São Paulo (3 a 0), empatou com Bragantino (2 a 2) e Grêmio (1 a 1) e foi derrotado pelo Vasco (3 a 2).