O novo técnico do Cruzeiro chega ao clube falando em realização de um sonho. Ex-funcionário da base celeste e técnico interino em outras oportunidades no início deste século, agora Ney Franco chega à Toca II, efetivamente, como o comandante da Raposa. 

Na primeira entrevista, o treinador não deixou a emoção de lado, mesmo sabendo do grande desafio que tem pela frente, já que o Cruzeiro passa por um momento de reconstrução e precisa retornar à Série A do Campeonato Brasileiro para minimizar a grave crise financeira.

“Desafio, um atendimento ao clube, mas estou realizando um sonho que é estar aqui no Cruzeiro como treinador. Tenho uma história dentro do clube, de trabalho na base durante dez anos, de títulos conquistados, na revelação de atletas. Mas, hoje, estou realizando um sonho mais do que profissional, um sonho pessoal, sonho afetivo. E dentro desse sonho, um momento de muita responsabilidade. E quando veio o convite, soou até como uma convocação”, disse.

Ney Franco deu detalhes de como recebeu o convite para treinar o Cruzeiro e disse que resolveu rapidamente a situação. Como o Hoje em Dia publicou na última terça-feira, o treinador era um dos nomes da lista de possibilidades do presidente Sérgio Santos Rodrigues.

“Na terça-feira, no período da tarde eu recebi uma ligação, estava em Goiânia, coincidentemente com o Caleb, o meu empresário. Estava organizando minha vida para sair da cidade, e a gente fez um acerto muito rápido”, comentou.
 
ESTREIA
O novo treinador falou ainda da sua vontade em treinar o time na partida contra o Vitória, amanhã, às 21h30, no Mineirão, pela 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

“Um dos motivos do acerto rápido foi esse (estrear contra o Vitória). Não tem necessidade nenhuma de me apresentar aqui hoje e ficar no primeiro jogo fora, da tribuna, assistindo. No mínimo, no jogo de sexta-feira estar liderando a equipe, eu já adianto um pouco o meu trabalho, participo de um jogo, vivencio o vestiário com os atletas, tanto na palestra no pré-jogo como no intervalo, para ver a reação dos atletas. E sabendo que depois do jogo de sexta-feira, teremos uma semana para trabalhar. A gente já quer adiantar esse trabalho o mais rápido possível, para que possamos iniciar uma carreira vitoriosa dentro do Cruzeiro, dirigindo a equipe principal.”

O contrato de Ney Franco com o Cruzeiro foi assinado na manhã de ontem, dia da chegada do treinador a Belo Horizonte. O vínculo do comandante com a Raposa via até o fim de 2021.