Se chegar ao título brasileiro de 2020, o que tem apenas 4,3% de chances de acontecer, o Atlético será o pior campeão da Série A na década. A marca mais baixa de um clube que levantou a taça no período é 71 pontos, do Corinthians, em 2011. 

O empate sem gols com o Fluminense, na última quarta-feira (10), no Maracanã, deixa o time de Jorge Sampaoli podendo alcançar no máximo 70 pontos se vencer os três jogos que ainda tem pela frente na competição.

Segundo o site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Galo é o terceiro na lista de chances de título. O Internacional segue em primeiro, com 61,9%, seguido pelo Flamengo, que soma 33,1%.

Esses números seriam bem mais favoráveis ao Atlético se ele tivesse vencido o Fluminense, numa rodada em que o segundo colocado Flamengo empatou com o Bragantino (1 a 1) e o líder Internacional perdeu para o Sport (2 a 1). Mas ficou no 0 a 0, no Maracanã, e o que seria bom para o Galo, tivesse voltado do Rio de Janeiro com os três pontos, se transformou em problema: o confronto direto entre Flamengo e Internacional, na penúltima rodada do Brasileirão, dia 21 de fevereiro, na capital carioca.
 
LIDERANÇA
Tivesse vencido o Fluminense, o Atlético estaria a três pontos do Colorado e a dois do rubro-negro. E vencendo o Bahia neste sábado (13), às 19h, no Mineirão, dormiria na liderança do Campeonato Brasileiro pelo maior número de vitórias em relação aos gaúchos.

A ponta poderia ser perdida no próximo domingo, quando o Flamengo recebe o Corinthians, às 16h, no Maracanã, e o Internacional encara o Vasco, no mesmo horário, em São Januário.

Agora, o Galo pode ficar é matematicamente sem chances de título na 36ª rodada. Se não vencer o tricolor baiano, e o Colorado bater o Cruzmaltino, no Rio de Janeiro, abre sete pontos em relação ao Galo, faltando seis a serem disputados nas duas rodadas finais.

Em caso de derrota atleticana para o tricolor baiano, vitória flamenguista também o tira matematicamente a chance de título.
 
CONTAS
Pelos cálculos da UFMG, são de 69,2% as chances de um clube ser campeão da Série A de 2020 com 70 pontos, o máximo que pode ser alcançado pelo Atlético. Com 71, este número pula para 91,2%. A certeza dos 100% apenas com 73 pontos.

Esta é a marca que o Inter alcança marcando sete pontos nas três rodadas finais. Neste caso, ele mantém frente em relação ao Flamengo.

HISTÓRICO
Desde 2003 a Série A é disputada no sistema de pontos corridos, mas só a partir de 2006 com 20 clubes, realidade que permanece até hoje.

Considerando-se todas as edições com o formato atual, o pior desempenho de um campeão foi do Flamengo, em 2009, quando marcou 67 pontos, apenas um a mais do que já tem o atual líder Internacional, que ainda joga mais três vezes.

O rubro-negro carioca é o melhor campeão da Era dos Pontos Corridos, com os 90 pontos marcados no Brasileirão de 2019.

Naquela campanha, o time comandado por Jorge Jesus chegou aos 74 pontos, marca matemática para se garantir a taça na edição de 2020, na 31ª rodada, com a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, em clássico disputado no Engenhão.

Em 2019, o Santos, que era comandado por Jorge Sampaoli, foi o melhor vice-campeão dos pontos corridos, chegando aos 74 pontos, que agora seriam mais do que suficientes para se levantar a taça.