Opostos na classificação, a obrigação de vitória une Goiás e Atlético que se enfrentam hoje, às 21h30, no Estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 34ª rodada da Série A.

O Esmeraldino é 18º colocado, o terceiro de baixo para cima, integra a zona de rebaixamento e precisa como nunca da vitória para tentar diminuir suas chances de queda à Série B, que são de 93% neste momento, segundo o site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Futebol da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A classificação do Atlético é de cima para baixo e ele é terceiro, com 60 pontos, mais do que o dobro do Goiás, que somou 29 até agora em 33 rodadas. O Galo precisa vencer para, contando com tropeços de Flamengo e, principalmente, Internacional, aumentar suas chances de título, que atualmente são de 8% segundo a UFMG.
 
MANUTENÇÃO
Sem o atacante Keno, com uma lesão do cotovelo esquerdo, a tendência é que o técnico Jorge Sampaoli escale em Goiânia o mesmo time que fez 2 a 0 no Fortaleza no último domingo, no Mineirão.

O atacante Diego Tardelli, que retorna de longo período de afastamento por contusão, foi mais uma vez relacionado e a expectativa é pela sua utilização pela primeira vez com o treinador argentino.

Quem também poderá ser usado por Sampaoli é o meia argentino Zaracho, recuperado de lesão muscular sofrida nos 2 a 0 sobre o Coritiba, em 26 de dezembro do ano passado.

Como o zagueiro paraguaio Junior Alonso, o volante equatoriano Alan Franco, o meia colombiano Dylan Borrero, e os atacantes Savarino (venezuelano) e Eduardo Vargas (chileno) também estão relacionados pelo comandante alvinegro, um deles terá de ser cortado do jogo, pois cada clube pode ter, no máximo, cinco estrangeiros em cada partida.

No Goiás, o técnico Glauber Ramos deve seguir apostando na dupla de ataque com dois centroavantes fortes, que são Rafael Moura (1,89m) e Fernandão (1,92m). A defesa pode ter uma formação com três zagueiros