“Esta minha terceira vitória marca cada vez mais meu nome no UFC. Estou pronto para os grandes desafios e isso me prepara para o ranking Top 15 da competição, lutar contra alguém ranqueado, fazer grandes disputas e, quem sabe conquistar o Top 15”, planeja o atleta montes-clarense André Muniz Sergipano, a partir da derrota por nocaute sobre o brasileiro Ronaldo Jacaré, em Houston (EUA), pela categoria peso-médio (até 84kg).

A vitória no card preliminar do UFC 262 foi conquistada na terceira luta de Sergipano no MMA. Ele derrotou um veterano, uma das maiores lendas da história do jiu-jítsu. Sua estreia no UFC foi com vitória por pontos sobre o compatriota Antonio Arroyo e, em sua última, atuação em setembro de 2020, finalizou Bartosz Fabinsk, também no primeiro round. 

No duelo do último dia 15, Jacaré teve um braço quebrado. “A lesão do Jacaré foi um grande susto. Ele, infelizmente, segurou a posição e ocorreu a fatalidade da fratura. Mas nós que estamos na grande performance entendemos que há de risco de acontecerem fraturas assim. Torço muito pela recuperação dele e para que volte o mais breve possível”, ponderou Sergipano. 
 
ESPAÇO DE TREINO
“Infelizmente, com a pandemia, perdi meu espaço de treino em Montes Claros, então, tive que ficar mais tempo fora e distante da minha família, mesmo correndo alto risco de contrair a Covid-19. Até agora, todos os exames que realizei deram resultado negativo”, comemora.

Até o momento, ele não tem nenhuma nova luta marcada, mas André Sergipano espera que seja em setembro ou outubro deste ano, com um tempo de descanso e bom preparo.