Viagem especial

Alunos da rede pública do Norte de Minas conhecem e vivenciam dias de política no DF

Alexandre Fonseca
Publicado em 29/11/2022 às 22:39.
Participantes do projeto “Do despertar para a consciência política dos jovens do ensino médio” (ARQUIVO PESSOAL)

Participantes do projeto “Do despertar para a consciência política dos jovens do ensino médio” (ARQUIVO PESSOAL)

Das carteiras da sala de aula para as cadeiras do Congresso Nacional. Projeto de iniciação científica estimulada por um edital da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) levou alunos e professores da Escola Estadual Cristino Alves de Jesus, do Norte de Minas, para conhecer de perto como funciona parte do Congresso Nacional em Brasília. 

Entre os dias 21 e 24 deste mês, onze alunos do projeto “Do despertar para a consciência política dos jovens do ensino médio” assistiram a reuniões e a uma audiência pública na comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados.

Para o professor de filosofia e coordenador do projeto, Hermelindo Souza Júnior, um dos principais objetivos é aproximar o jovem aluno das questões políticas tão comuns a todos. 

“Vivemos tempos estranhos na nossa democracia, onde tem se propagado a demonização da política. Isso, de certa forma, tem contribuído com o afastamento dos jovens da política. Quando a Secretaria de Educação divulgou o edital do projeto de iniciação científica, cujo um dos eixos era trabalhar o protagonismo juvenil nas escolas, logo escrevi um com esse escopo: inserir os jovens no contexto dos segmentos da política dando a eles uma bagagem teórica dos conceitos relacionados a política”, conta o coordenador.
 
EXPERIÊNCIA ÚNICA 
Após ver de perto alguns trâmites dos bastidores, Claudiane Gabrieli Santos, 16 anos, do 2º ano do Ensino Médio, relata que a experiência mudou sua forma de ver política.

“Antes não gostava. Depois de participar do projeto comecei ver com outros olhos, que eu tenho sim o direito de falar, de discutir diante da conversa que tenho que exercer a cidadania na democracia” relata.

O mesmo aconteceu com Marcos Felipe Soares, 17 anos, aluno do 3º ano do Ensino Médio. 

“Interpretei que a política brasileira é um reflexo da câmara. Percebe-se que os períodos difíceis que o Brasil enfrenta boa parte é culpa da falta de organização e empenho que vi na reunião dos deputados e senadores”. 
 
INTERESSE PELA POLÍTICA
A vice-diretora da Cristino, Izabel de Fátima Fonseca Gonçalves, relata que, antes do edital da SEE/MG, a escola já tinha um projeto interno chamado “Jovem Vereador”, em 2018.  

Com ele, se inscreveram no “Agosto das Juventudes”, edital de seleção que visa fomentar o protagonismo juvenil e o desenvolvimento de competências e habilidades inerentes à pesquisa, conforme previsto na Base Nacional Comum Curricular e nos currículos referência de Minas. 

“Vi o quanto a iniciativa proporcionou aos nossos jovens interesse pela política. Eles só precisavam de orientações e oportunidades para se interessarem pela pauta. Pelos relatos, percebemos que eles não se interessavam pela política, porque não eram conduzidos de maneira eficaz. O projeto veio para ajudar a escola a cumprir uma de suas funções, que é trabalhar a consciência política dos alunos” completa. 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2023Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por