Panna cotta, blinis, salmão à moda finlandesa, espetinhos coloridos da Hungria. Tudo preparado com muito cuidado e com primor no visual. Esses foram alguns pratos apresentados por estudantes de gastronomia da Funorte na mostra das cozinhas mediterrânea, europeia e asiática.

O evento, que reuniu amigos, familiares e convidados, aconteceu na última quarta-feira (24), no campus JK Funorte, para marcar o encerramento do módulo do 3º período do curso.

Foram montadas seis praças divididas entre os três módulos, cada uma referente a uma cozinha.

O visual da produção estava bem montado, com pratos vistosos. O encerramento faz parte da disciplina “Cozinha Mediterrânea, europeia e asiática”, ministrada pelo professor Guilherme Oliveira.

Ele destaca que o mercado de trabalho da gastronomia está sempre evoluindo e crescendo a cada dia. “Os programas de televisão, como Master Chef, Ana Maria Braga, séries na Netflix, dentre outros, ajudam as pessoas a se abrirem a novos sabores e pratos. Isso movimenta cada vez mais esse mercado”, disse.

“Em eventos como este, saímos do senso comum aula-reprodução, fazendo com que eles pratiquem todo o processo de criação, decoração, apresentação e ludicidade”.
 
REALIZAÇÃO
“Tudo muito gostoso e diversificado. Fui convidada a ver de perto a apresentação dos alunos, que arrasaram na apresentação. É uma oportunidade de demonstrar esse segmento que está crescendo cada vez mais em todo o mundo. Montes Claros está cada vez mais engajada na gastronomia e isso graças ao curso da Funorte. Eu, por exemplo, sou dentista há 25 anos e sempre fui apaixonada pela cozinha. Cheguei a um ponto da minha vida em que resolvi fazer algo que amo e escolhi cursar gastronomia. Estou no primeiro período e realizando um sonho pessoal”, disse Vanelle Leal.

“Sempre trabalhei com hamburgueria e, por meio de um amigo, conheci o curso de gastronomia da Funorte. Estou no primeiro período do curso e hoje tive a oportunidade de ver um pouco do que vou aprender mais à frente. Tudo gostoso, diferenciado e estou muito animado para aprender novos pratos e descobrir novos sabores”, afirmou Vitor Leal.