Alunos, professores e educadores da Escola Estadual Filomeno Ribeiro, no bairro Alto São João, em Montes Claros, estão em festa. O educandário está na final do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, na categoria Ensino Fundamental, e representará Minas Gerais na etapa nacional do prêmio, durante o Seminário ConheCER 2019, em 8 de outubro, em Florianópolis (SC).

A escola venceu o Prêmio Regional Sudeste e se classificou para a final nacional com o projeto “Ler é Crescer”. Na iniciativa, os alunos fazem empréstimos de livros, que depois são trabalhados em sala de aula. Para cada livro lido e recontado, são pagos aos estudantes cheques simbólicos com valores equivalentes à quantidade de obras lidas e reproduzidas. Os estudantes sacam o valor dos cheques em “leuros” (moeda social criada pela instituição).

A coordenadora pedagógica, Luciene Marta de Oliveira, conta que o projeto nasceu em 2014, para promover a leitura entre os alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Ela explica que, a cada livro lido, as crianças aprendem novos valores humanos e participam de diversas atividades, como a venda de contos e histórias reescritos na livraria do projeto e apresentação de peças teatrais. 

“Desde 2007, vínhamos realizando ações para incentivar o hábito da leitura, mas nem sempre com resultado satisfatório. O projeto foi criado com a visão empreendedora, pois entendemos que a leitura é, por si só, um grande empreendimento para as crianças. Ao mesmo tempo em que as estimulamos a se relacionar com os livros de forma prazerosa, buscamos despertar comportamentos empreendedores e cooperativistas”, relata Luciene.
 
MOEDA SOCIAL
O Ler é Crescer também tem em sua metodologia uma moeda social, o “leuro”, para valorizar a leitura. Assim, quanto mais os alunos leem, mais acumulam “leuros”, que podem ser utilizados, ao final de cada etapa, em compras no Shopping Bom leitor. A proposta foi desenvolvida em parceria com o Sebrae, que orientou os alunos sobre valorizar a biblioteca. 

“A escola Filomeno Ribeiro é inspiradora e servirá como vitrine para que a metodologia da educação empreendedora chegue a outras instituições de ensino. O grande mérito é que as ações desenvolvidas na escola surtem resultados na comunidade”, pontua a analista do Sebrae Minas, Hebbe Mendes. 

A etapa nacional da premiação será a terceira edição do evento, promovido pelo Centro Sebrae de Referência em Educação Empreendedora (CER). São 60 finalistas de todo o país, e, na ocasião, serão anunciados os 12 ganhadores nacionais (1º, 2º e 3º lugares de cada categoria – fundamental, médio, superior e profissional).

Escola Estadual Filomeno Ribeiro, que fica no bairro Alto São João, em Montes Claros, venceu o Prêmio Regional Sudeste e se classificou para a final nacional com o projeto “Ler é Crescer”. 
Na iniciativa, os alunos fazem empréstimos de livros, que são trabalhados em sala de aula depois de lidos