Professores da educação básica têm até 2 de março para concorrer a mais de 60 mil bolsas de formação neste ano. Dois editais foram publicados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Cada programa vai ofertar 30.096 vagas para alunos de licenciatura. As áreas consideradas prioritárias são alfabetização, biologia, ciências, física, língua portuguesa, matemática e química. A previsão é a de que 250 instituições de ensino superior participem da iniciativa. 

O primeiro edital refere-se ao projeto Residência Pedagógica, que visa a promover a imersão do estudante na escola a partir da segunda metade da graduação. 

Nesse caso, as atividades contemplam, dentre outras, a regência de sala de aula, acompanhada por um professor da instituição de ensino e orientada por um docente da universidade.

As faculdades participantes do Residência Pedagógica serão escolhidas por meio de edital. A iniciativa será desenvolvida em regime de colaboração com as secretarias estaduais e municipais de Educação.
 
INICIAÇÃO 
O segundo edital lançado trata do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Porém, nessa modalidade as atividades vão acontecer na primeira metade do curso superior.

Presidente da Capes, Anderson Correia afirma esperar melhoria significativa nos resultados das avaliações para os próximos anos.

“Um professor bem formado, motivado, capacitado, qualificado, certamente terá um impacto muito grande na vida dos estudantes brasileiros”, disse.