Com o número de estudantes que optam pela Educação a Distância (EaD) cada vez maior, a quantidade de instituições que oferecem a modalidade também cresceu. Conforme o Censo da Educação Superior, 215 novos polos foram abertos em Minas Gerais em apenas cinco anos. No período, no Estado, o aumento de 37% foi, inclusive, maior que a média registrada no país, de 29%.

A expansão do ensino on-line é uma tendência. Recém-chegado a Minas Gerais, o Centro Universitário UniSant’Anna, de São Paulo, tem hoje 60 núcleos ativos ofertando dezenas de cursos de graduação e pós-graduação em todo o país. A expectativa é chegar a 500 unidades em três anos, com capacidade para inauguração de 150 a cada 12 meses.

Custo mais baixo das mensalidades e possibilidade de estudar em qualquer lugar no tempo disponível são atrativos para os estudantes, afirma o reitor da instituição, Natanael Átilas Aleva.

Segundo o gestor, as aulas semipresenciais também são diferenciais. “O contato entre aluno e professor é muito importante, e nós abrimos essa oportunidade”, destaca.
 
PORTAS ABERTAS
Há 20 anos oferecendo cursos presenciais, em 2019 as Faculdades Kennedy e Promove, em Belo Horizonte, abriram as portas para a modalidade virtual, observa o coordenador psicopedagógico Cláudio Vieira. Desde fevereiro, as instituições se tornaram núcleo de apoio do UniSant’Anna.

“Com a EaD, resolvemos levar a faculdade para dentro da casa e do trabalho dos nossos alunos. Com a nossa estrutura física, damos o amparo que eles precisam”, frisa o professor, reforçando que a qualidade tanto do ensino presencial quanto digital é a mesma.
 
APRENDIZAGEM
Ao escolher uma graduação a distância, o aluno deve estar atento à forma como o conteúdo é repassado. “Na nossa plataforma, ele não aparece apenas em texto. Vídeos, áudio e imagens compõem o material, possibilitando ao universitário uma experiência bem interessante e de impacto”, diz o coordenador dos cursos de tecnologia da informação da Kennedy e do Promove, João Carlos Peixoto.

Além disso, o docente ressalta que, para facilitar a absorção do conhecimento, o estudante pode escolher cursar duas disciplinas por módulo, com duração de cerca de dois meses.

A estrutura dos polos de educação também assume papel fundamental na formação dos futuros profissionais. “No nosso caso, os nossos alunos têm acesso aos laboratórios, bibliotecas e assistência psicopedagógica, durante todo o período de aprendizado”, reforça o coordenador.
 
MAIS PROCURADOS
Opção de ensino para quem busca flexibilidade e mensalidades mais em conta, a EaD também oferece cursos para as mais diversas áreas de formação.

Diretor da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), Luciano Sathler afirma ser Pedagogia a graduação campeã em matrículas e, por isso, uma das mais ofertadas na modalidade on-line. Segundo ele, a procura se dá pela exigência da formação para professores da educação básica somente com o diploma de licenciatura.

Em seguida, Administração e Ciências Contábeis aparecem em segundo e terceiro lugares no número de alunos, destaca o diretor da Abed.
(Colaborou Renata Galdino)