Trabalhador já pode consultar saldo para saque extra do FGTS

Site da Caixa e novo app do fundo, que trazem informações, apresentaram problema no acesso

Da Redação*
Publicado em 09/04/2022 às 10:23.
Saque extraordinário começa a ser liberado em 20 de abril para nascidos em janeiro (marcello casal jr./agência brasil)

Saque extraordinário começa a ser liberado em 20 de abril para nascidos em janeiro (marcello casal jr./agência brasil)

Trabalhadores que têm contas ativas ou inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já podem verificar se têm direito a fazer o saque extraordinário de até R$ 1 mil liberado pelo governo federal.

A Caixa disponibiliza no site do banco, desde ontem (8), uma área para consulta, além de uma nova versão do aplicativo do FGTS. Os primeiros a serem beneficiados pela medida são os nascidos em janeiro, que terão o recurso liberado no dia 20 de abril. 

O calendário do saque extraordinário do FGTS foi estabelecido de acordo com o mês de nascimento do trabalhador. Os saques começam em 20 de abril, para nascidos em janeiro, e vão até 15 de junho, para nascidos em dezembro.

Segundo a Caixa, cerca de R$ 30 bilhões serão liberados para aproximadamente 42 milhões de trabalhadores com direito ao saque. O dinheiro ficará disponível até 15 de dezembro, quando voltará para a conta vinculada do FGTS se não for resgatado.

“O valor do saque é de até R$ 1 mil por trabalhador, considerando a soma dos saldos disponíveis de todas as suas contas do FGTS. O crédito do saque extraordinário será feito em Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores”, informa o banco.

O pagamento ocorrerá por meio do aplicativo Caixa Tem. O dinheiro poderá ser transferido posteriormente para uma conta corrente por meio do celular. O limite é o mesmo para cada trabalhador, independentemente do número de contas que ele tenha.
 
NOVO APP
A Caixa lançou ontem uma nova versão do aplicativo FGTS, com funcionalidades para consulta de informações sobre o Saque Extraordinário.

Pela nova versão, os trabalhadores com direito ao saque poderão consultar a data prevista e o valor que será creditado. Também será possível fazer a inclusão de informações cadastrais para criação de Conta Poupança Social Digital.

Segundo o banco, o aplicativo permitirá que o trabalhador informe se não quiser receber o Saque Extraordinário do FGTS. Neste caso, o débito não será realizado na conta do FGTS.

Também na nova versão do app, mesmo que já tenha ocorrido o crédito dos valores, o trabalhador pode optar por desfazer o crédito automático na Conta Poupança Social Digital até 10 de novembro de 2022.

Nas situações em que o crédito dos valores tenha sido feito e a conta não seja movimentada até 15 de dezembro de 2022, os recursos serão retornados à conta do FGTS, devidamente corrigidos e sem nenhum prejuízo ao trabalhador.

No entanto, usuários que tentaram consultar o saldo do FGTS por meio do aplicativo ontem encontraram dificuldades. Isso porque o sistema da Caixa apresentou instabilidade e chegou a ficar fora do ar pela manhã.
 
MODALIDADE 
Chamada de Saque Extraordinário, a medida ocorrerá uma única vez. Se o titular possuir mais de uma conta do FGTS, o saque é feito na seguinte ordem: primeiro, as contas relativas a contratos de trabalho extintos, com início pela conta que tiver o menor saldo; em seguida, as demais contas vinculadas, com início pela conta que tiver o menor saldo.

Não estarão disponíveis para saque os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como garantia de operações de crédito de antecipação do Saque Aniversário, por exemplo.

*Com Agência Brasil 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por