Economia

Passagem encarece férias

Reajuste de preço de voo supera 100% em relação a janeiro; ônibus também subiu

Jader Xavier (Do Hoje em Dia)
Publicado em 13/07/2022 às 21:58.
Só em março, os embarques em aeronaves partindo do Aeroporto de Confins aumentaram 136% (RICARDO BASTOS/arquivo hoje em dia)

Só em março, os embarques em aeronaves partindo do Aeroporto de Confins aumentaram 136% (RICARDO BASTOS/arquivo hoje em dia)

Famílias que estão acostumadas a viajar nas férias vão sentir diferença no bolso, este mês, ao pagar a passagem, seja qual for o meio de transporte. É que a alta nas tarifas, entre janeiro e junho, pode passar de 100%.

Entre as férias no último verão e o fim do primeiro semestre letivo, tanto os ônibus quanto os voos domésticos ficaram mais caros. Para se ter uma ideia, só em março os embarques em aeronaves partindo do Aeroporto de Confins aumentaram 136%. Já os ônibus interestaduais reajustaram os preços em 25%.

O mineiro que quiser descansar em Guarapari, por exemplo, vai gastar pelo menos R$ 245,73 em um ônibus convencional, somando-se ida e volta. Se a opção for por voo executivo, o gasto para os dois trechos será de R$ 1.304.
 
PESQUISA
A cotação leva em conta a partida em 16 de julho – primeiro dia de férias na maioria dos estabelecimentos de ensino – e o retorno no último dia do recesso escolar, em 31 do mesmo mês. 

Já para o Rio de Janeiro, a viagem é mais barata. No transporte rodoviário, ida e volta ficam em R$ 103, enquanto em voo executivo saem por R$ 1.070.

Valores pesados para quem deseja viajar acompanhado. “Estamos planejando ir meu pai, meu irmão e eu para São Mateus (ES), de ônibus. Para amenizar (os custos), procuramos gastar menos em hospedagem”, conta a jornalista Amanda Souza.

Disparada dos combustíveis pesou preço dos ônibus
Pressionadas pela alta no valor do querosene de aviação (QAV), as passagens aéreas com embarque no Aeroporto de Confins para as principais capitais do país tiveram aumento de até 136% nos últimos 30 dias. É o que aponta levantamento da plataforma de comparação de preços Kayak, feito a pedido do Hoje em Dia.

Segundo a pesquisa, o preço médio de ida e volta de BH para o Rio de Janeiro, por exemplo, saiu de R$ 452, na primeira quinzena de março, para R$ 1.069 um mês depois (já com as taxas). No caso de São Paulo (SP), passageiros que saíram de Confins tiveram que pagar 97% a mais na tarifa no mesmo período, já que o valor médio saiu de R$ 328 para R$ 648.
 
ÔNIBUS
Desde março, os ônibus interestaduais estão operando com 25% de reajuste na passagem. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a alta ocorreu por causa do aumento do combustível.

A medida também vigora para ônibus intermunicipais semiurbanos. 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por