Uma indomável vontade de viver e ser feliz vira livro

‘SuperAR e ser Feliz’ conta a história de superação da escritora

Adriana Queiroz
Publicado em 02/06/2022 às 10:43.
 (fotos Anastasia Dovgal/divulgação)

(fotos Anastasia Dovgal/divulgação)

Após o diagnóstico de artrite reumatoide, Claudia Alvim Santos teve que ressignificar sua vida. Para superar as dores e a aposentadoria por invalidez, traçou uma nova rota: “preenchi minha vida com outras atividades, que me fizeram sentir útil, e passei a dedicar meu tempo a tudo que me faz feliz”.

Dessa forma, ela conseguiu assumir mais tranquilamente a aposentadoria, com sentimento de dever cumprido, sem arrependimentos ou tristeza e sem olhar para trás.

A história de superação de Claudia é o ingrediente principal do livro “SuperAR e ser Feliz”, que será lançado em Montes Claros em 28 de junho, de 19h30 às 22h30, no espaço do Pátio São Benedito, avenida Norival Guilherme Vieira 55, Ibituruna. Confira o bate-papo com a escritora.
 
Como surgiu a ideia de escrever “SuperAR e ser Feliz”?
Quando lancei meu primeiro livro, em 2017, tive certeza de que não seria o único. Primeiro, porque as ideias continuaram aflorando em minha cabeça, e depois, porque as pessoas passaram a me questionar, admiradas como fui capaz de superar a artrite reumatoide (AR) e ser feliz. Recebi o diagnóstico em 2000, quando eu tinha 43 anos. Apesar do diagnóstico rápido, a doença avançou a passos largos, desenvolveu-se de forma bem agressiva, com dores permanentes e com alterações avançadas, prejudicando, de forma drástica, minha qualidade de vida, e com impacto na realização das atividades do dia a dia. A AR mudou a minha maneira de ser, impondo limites ao meu corpo e limitações à minha vida. Comecei a refletir sobre o que me fizera forte para enfrentar as mazelas durante tantos anos, e percebi a importância das habilidades emocionais no processo de superação de uma enfermidade sem cura. E foi assim que percebi que ainda tinha, dentro de mim, conteúdo para oferecer. Não que minha história fosse fantástica, longe disso, mas para inspirar todos que passam por um grande problema na vida, especialmente de saúde. 
 
Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?
“Todo mundo carrega uma capacidade enorme de superação, mas infelizmente nem todos visualizam isso. Cada um enfrenta as dificuldades de forma diferente e escolhe o caminho que acha melhor seguir. Em relação a uma doença grave, aceitá-la nos livra de muito sofrimento e ajuda a seguir em frente. A partir do momento em que tive noção de que eu era maior do que aquela dor que não tinha fim, que eu era muito mais do que a artrite reumatoide, eu consegui ir mais longe. O que importa é levantar a cabeça, sorrir, não ter medo de chorar e sofrer novamente. Algumas crises são inevitáveis, mas imprescindível é ver que a beleza da vida está nas escolhas que fazemos”.
 
Existem novos projetos em pauta?
O exercício de registrar meus pensamentos tornou-se a melhor terapia na minha vida. Confesso que ainda me faltam atributos literários, mas digamos que sou uma eterna amante do poder que existe nas palavras e, através delas, eu tento compartilhar experiências e afetos positivos. Superar a morte da minha mãe e da minha única irmã, que foram vítimas da terrível doença Covid-19, está sendo uma experiência trágica e história para outro livro que já estou trabalhando.
 
Você também é autora de “Dor no Corpo e na Alma”. Quando decidiu publicar seu primeiro livro? Quais fatores contribuíram ou dificultaram sua estreia literária?
Pensando em ajudar outras pessoas, publiquei em 2017 meu primeiro livro – “Dor no Corpo e na Alma” (Gráfica e Editora Millennium) –, onde relato a minha experiência de vida como portadora de artrite reumatóide. O livro está voltado para quem tem AR ou quem tem um parente com a doença, mas pode ser interessante para quem simplesmente tem curiosidade. Por ser estreante no campo literário, tive um pouco de dificuldade na divulgação do livro, mas fiquei feliz porque tive um feedback satisfatório de todos os leitores que me deram o prazer de um contato.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por